Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Fundação Cultural Badesc, no Centro de Florianópolis, comemora dez anos de fomento à cultura

O local abrange três salas expositivas e diversos projetos para a comunidade artística

Karin Barros
Florianópolis
Rubens Flores/Divulgação/ND

Casarão na rua Visconde de Ouro Preto abriga a fundação


Comemorar dez anos ininterruptos de fomento à cultura em Florianópolis não é fácil, mas a Fundação Cultural Badesc atingiu essa marca e festeja a data no dia de hoje. Instalada no casarão histórico, no Centro de Florianópolis, onde morou Nereu de Oliveira Ramos, que chegou a ser presidente da República (de novembro de 1955 a janeiro de 1956), a fundação abrange três espaços: a sala Fernando Beck, o Espaço 2 e o Espaço
3, inaugurado em comemoração à década de trabalhos. 

Sob direção de Eneléo Alcides, 48, há quase três anos, o local já sediou 96 mostras nesses dez anos, além de promover feiras de artes, lançamento de livros, música, dança, performance, cursos, arte educação e um cineclube diário. A ideia para os próximos anos é manter a fundação sempre ativa, produzindo cada vez mais. Segundo o diretor geral, o local é um dos principais equipamentos culturais do Estado. “Ela é extremamente
respeitada pela organização fiel, com exposições sempre selecionadas através de um edital. A comissão
que participa é de fora. Todo ano chamamos curadores, pessoas da área da arte para fazer essa seleção, e desde o lançamento as exposições recebem todo o apoio para serem executadas”, afirma Eneléo, sobre a seriedade do processo seletivo e transparência.

A história da fundação começou de fato em fevereiro de 1991, quando a diretoria e os funcionários do Badesc (Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina) inauguraram o Espaço Cultural Fernando Beck no hall da
sua sede, então instalada na avenida Mauro Ramos, também no Centro da Capital. O nome foi uma homenagem a um colega que havia falecido há pouco tempo, que não era ligado diretamente às artes,
mas que se tornou referência para as artes visuais. Sob a condução de Neusa Barbi de 1991 a 2005, o Espaço teve sua primeira mudança em 2001 para o prédio histórico da rua Almirante Alvin, sede atual do Badesc.

Em 2005, a diretoria do Badesc criou a Fundação Cultural Badesc que passou a abrigar o já conceituado Espaço Cultural Fernando Beck. E foi em 2006 que o casarão na rua Visconde de Ouro Preto foi reformado pelo agora
mantenedor, o Badesc. Nos quase três anos à frente do projeto, Eneléo buscou profissionalizar cada vez mais os trabalhos. “Temos uma equipe fixa de funcionários. Criamos mais dois espaços, uma feira de arte, a Entremostras, que tem três edições anuais com vários tipos de arte, entre literatura, cinema e teatro, e reunindo em cada edição até 40 artistas”, salienta 

Festividades artísticas 

A Fundação Cultural Badesc tem como principal objetivo fomentar a divulgação, a fruição e o acesso à cultura e às artes em Santa Catarina. O Espaço 3, inaugurado no início de março, no hall, foi criado para trabalhar a memória da Fundação no casario e na antiga sede do Espaço Fernando Beck, trazendo mostras de artistas que já passaram pelos locais. “Os trabalhos que vem para cá são de muito peso e variação muito grande. Os artistas locais são de grande importância, além de os de fora. 

Ano passado tivemos a alemã Pauline Zenk e uma portuguesa que trouxe o trabalho para Florianópolis
porque ouviu falar da fundação”, ressalta Eneléo. O maior trabalho em número de obras e espaços ocupados foi o de Paulo Gaiad, com 70 obras, segundo o diretor geral. O artista paulista radicado na Capital foi convidado pelo Badesc por sua importância histórica para fazer uma retrospectiva de seu trabalho no espaço. Sua arte ficou de 26 de novembro até meados de fevereiro no casarão. 

Para comemorar os dez anos de trabalho com as artes no Centro da cidade, a instituição lançará também o Catálogo Bianual 2014-2015, hoje, às 19h, que reúne os dois anos repletos de exposições, cinema, música, dança, atividades e arte do local.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade