Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Florianópolis recebe Festival Dança em Trânsito com espetáculos gratuitos

Ao todo serão nove atrações de dança contemporânea entre os dias 18 e 19/8

Redação ND
Florianópolis
15/08/2017 às 17H00

Criado há 15 anos no Rio de Janeiro e transitando por todo o país, o festival Dança em Trânsito chega a Florianópolis nesta sexta (18) e sábado (19) com uma amostragem de vários espetáculos. O evento promove a dança contemporânea e seus segmentos, mostrando trabalhos artísticos, formação, reflexão e intercâmbio entre grupos de dança de diversas cidades do mundo. Ao todo serão nove apresentações em vários pontos da cidade. O festival tem curadoria de Giselle Tápias e Flávia Tápias.

Em 2017 o Dança em Trânsito circula por seis cidades brasileiras, quatro Estados, além de uma cidade estrangeira, Paris. Nesta edição, o evento contempla sete companhias internacionais, sete nacionais, além de dois espetáculos com tecnologia especial. Em Santa Catarina, também terá apresentações em Capivari de Baixo e Alto Bela Vista. “A nossa companhia teve sempre o desejo de descentralizar a dança, tirar do teatro e levar para um lugar não convencional, como forma de democratização”, conta a curadora Flávia Tápias.

Uma das atrações, espetáculo “Dobras” tem inspiração na técnica de origami - Divulgação/ND
Uma das atrações, espetáculo “Dobras” tem inspiração na técnica de origami - Divulgação/ND


A seleção dos grupos participantes ocorre por meio da curadoria do festival. “Nós recebemos muito material, de grupos de todo o país. Depende muito do lugar, do espaço, alguns grupos já vêm com uma atração específica para um local. Isso é muito interessante, temos também a opção de espetáculos de dentro do teatro, com versões para lugares diferentes”, comenta Flávia. O Festival Dança em Trânsito tem patrocínio da Engie Brasil e todos os espetáculos são gratuitos.

Confira a programação em Florianópolis:

18/8:

13h, local: UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)

Espetáculo Morning Sun, Perinne Valli (Geneve, Suíça), 15 min
Morning Sun é um duo feminino. Da pintura homônima de Edward Hopper, a coreógrafa se apropria da questão do outro, da relação entre os corpos. Ela busca um trabalho em permanente tensão entre a narrativa e abstração.

Espetáculo Rest, Company SIGA - Seul, Coreia do Sul
Uma bola quicando inquieta no chão. Um corpo imbuído de energia inesgotável. Ambos desejando um descanso

16h, Auditório da Engie Energia Brasil

Espetáculo No Tempo, Nimo Cia de Dança - Rio de Janeiro, RJ
O trabalho fala sobre a relação do tempo de duas pessoas e como ele pode ser essencial para o encontro acontecer no momento exato.

Espetáculo Trilha, Apresentação do Resultado da Residência com os jovens de Capivari de Baixo, SC, e Entre Rios do Sul, RS
Coreógrafos renomados do cenário internacional da dança contemporânea, convidados por Giselle Tápias, trabalharam por um período de 10 dias em cada Centro de Cultura com jovens previamente selecionados, fazendo uma ação formativa e multiplicadora.

18h, Praça 15 de Novembro

Espetáculo Ehiza, Hector Plaza & Agnes Sales - Barcelona, Espanha
Ehiza fala sobre luta de poder, sobre uma constante perseguição entre predadores e presas. É também uma mudança contínua de papéis e interação entre dois corpos. Uma luta onde o mais importante é o uso estratégico de agilidade, força e velocidade.

Espetáculo Equilibrium, Company SIGA - Seul, Coreia do Sul
Se o conflito entre ideologias sustentar, a transição para a desordem começa a desenvolver. A entropia finalmente atinge um máximo e, finalmente, se instala em uma condição estável. Contudo, esta ordem inevitavelmente colapsa em caos, evoluindo mais uma vez para uma desordem assentada, e o ciclo se repete.

20h, Teatro Pedro Ivo

Espetáculo Dobras, Grupo Tápias Cia de Dança - Rio de Janeiro, RJ/Paris, França
Em paralelo ao texto de Luís Serguilha (Portugal), a antiga prática de origami foi a inspiração para a coreógrafa Flávia Tápias. A arte de dobradura, está presente na dramaturgia do espetáculo, juntando poesia na expressão do corpo.

19/8:

17h, Teatro Pedro Ivo

Espetáculo Creme do Céu, Grupo Tápias Cia de Dança - Rio de Janeiro, RJ
Creme do Céu é um espetáculo de dança onde reconhece e explora a capacidade da criança de hoje de aprender, de se interessar por novos temas, mas o faz com generosa dose de fantasia e poesia.

20h, Teatro Pedro Ivo

Espetáculo The State, Affari Esteri, Edmond Russo and Shlomi Tuizer - Bourgogne, França

The State é uma obra inspirada tanto pela música minimalista americana dos anos 1960/1970, como também por compositores expressivos e líricos como Stravinsky. É uma obra musical intensa que traz conceitos rítmicos, dramáticos e sociais deste período específico.

Saiba mais na página do Dança em Trânsito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade