Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Festival Palco Giratório Sesc traz 27 espetáculos para Florianópolis gratuitamente

De 1º a 31 de agosto, festival terá programação diária, diversa e gratuita. Convidamos três artistas com diferentes trânsitos para darem sugestões de espetáculos ao leitor. Acompanhe:

Karin Barros
Florianópolis
28/07/2017 às 15H50

Na próxima terça começa em Florianópolis o maior circuito teatral do país, o 14º Festival Palco Giratório Sesc. O evento, que segue até o dia 31 de agosto, apresenta gratuitamente diferentes vertentes das artes cênicas do Brasil.

O grupo Parlapatões, de São Paulo, abre o evento na terça, às 20h, no Teatro Ademir Rosa (CIC). A companhia apresenta o espetáculo “Os Mequetrefe”, sobre quatro palhaços que vivem a jornada de um longo e divertido dia. A programação do festival conta com apresentações gratuitas de 27 espetáculos de teatro adulto e infantil, teatro de rua, dança, circo, performances e intervenções urbanas, de 12 Estados brasileiros (BA, CE, DF, MG, MT, PR, RJ, RN, RO, RS, SC e SP), duas oficinas, uma aula-espetáculo e “Seminário Palco Giratório 20 anos”.

Parlapatões em “Os Mequetrefe” - Divulgação/ND
Renomada trupe Parlapatões abre o festival com “Os Mequetrefe” - Divulgação/ND


A gerente de cultura do Sesc/SC, Maria Teresa Piccoli, explica que a curadoria do evento é feita por um grupo que reúne profissionais de todo o país. As inscrições são feitas pela internet e o debate das escolhas é feito coletivamente. “Buscamos a diversidade da linguagem, de Estados, para tirar esse foco do eixo Rio-São Paulo, e mostrar todo o pensamento das artes no Brasil”, diz.

Durante o evento, as 20 companhias selecionadas para a circulação nacional do Palco Giratório e grupos convidados se apresentam em diferentes locais: no Teatro do Sesc Prainha, no Teatro Ademir Rosa (Centro Integrado de Cultura – CIC), no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), no Circo da Dona Bilica, na Arena Ceart/Udesc e em espaços públicos.

Assim como na abertura, a primeira semana do evento traz uma programação voltada à linguagem circense, com apresentações como “Parlapatões Clássicos do Circo”, no TAC, na quarta-feira, às 20h, alguns dos mais divertidos números cômicos e circenses e diversos espetáculos da trajetória de 20 anos do grupo, e o “La Conquista”, do Dale Circo, que apresenta o universo do palhaço refletido na dupla Pituca da Rosa e O Chico, na quinta-feira, às 20h, no Teatro Sesc Prainha.

Em 2017, o circuito nacional Palco Giratório, completa 20 anos de existência e presta homenagem à “Tribo de Atuadores Oi Nóis Aqui Traveiz”, do Rio Grande do Sul, que estreia seu mais novo espetáculo “Caliban – A Tempestade de Augusto Boal” no circuito. A montagem é um trabalho de rua que celebra os 39 anos do coletivo, um dos mais relevantes do país.  A apresentação encerra o Festival Palco Giratório, no dia 31 de agosto, às 15h, na Praça Tancredo Neves, próxima ao Sesc em Florianópolis (Prainha).

Neste ano, o Palco Giratório abre um importante espaço para as performances. O festival recebe a intervenção “Maiêutica”, com Raquel Mützenberg (MT) e a intervenção “Dilúvio MA”, com ECOPOÉTICA: Arte e Sustentabilidade em Intervenções Urbanas (RS). A dança-instalação “DNA de DAN”, de Maikon K (PR), que foi polêmica em Brasília, onde o artista foi preso por ficar nu, para Maria Teresa é fundamental no festival deste ano para provocar reflexões.

ACOMPANHE NOSSAS SELEÇÕES

Convidamos três artistas com diferentes trânsitos para fazer uma sugestão de espetáculos ao leitor da Revista Plural. Alguns trabalhos receberam mais de uma indicação:

Anderson do Carmo, artista e doutorando no PPGT-UDESC. Transita entre dança, teatro e performance pesquisando estéticas e epistemologias gay/queer/bicha.

 “Finita”, de Denise Stutz, é dança visceral e refinada. Carão nenhum e uma tonelada de carinho pra converter ausência que machuca em vitalidade que transforma.

  • 9/8, 20h, Teatro Sesc Prainha

“Caranguejo Overdrive”, d’Aquela Cia de Teatro: linguagem radical feat. crítica social lúcida. A brutalização da urbanidade carioca no início do século 20 é provocação sob medida pra postura “Beverlly Hills I wanna be” que assombra nossa Ilha.

  • 27/8, 20h, Teatro Ademir Rosa (CIC)

“O quadro de todos juntos”, de Pigmalião Escultura que Mexe, traz teatro de animação recomendado para maiores ao mostrar a bestialidade que sustenta nossa certeza de civilidade.

  • 15/8, 20h, no Teatro Sesc Prainha 

Greice Miotello, mãe da Maria Carolina. Atriz e palhaça, integrante da Traço Cia. de Teatro. Também é coordenadora e palhaça doutora do projeto (A)Gentes do Riso, levando a palhaçaria para unidades de saúde.

 "Os Mequetrefe" mostra como quatro palhaços se relacionam com os acontecimentos de um dia, desconstruindo a lógica e provocando o riso ao nosso cotidiano. A Cia. Parlapatões tem 25 anos de pesquisa em Teatro e Circo e a peça conta com a direção de Álvaro Assad, da Cia. Etc e Tal, essa união promete um espetáculo cômico e provocativo!

  • 1/8 (ter), 20h, no Teatro Ademir Rosa (CIC)

"Ninhos" é um espetáculo de dança focado no universo infantil. A Cia. Balangandança  tem 20 anos de existência e sua pesquisa é totalmente voltada à linguagem corporal das crianças. O espetáculo propõe diversos "ninhos", considerados por eles como espaços livres de criação para as crianças.

  • 13/8, 15h, na Praça Bento Silvério, Lagoa da Conceição

"Abrazo", um espetáculo sem texto que conta com muita música e vídeos de animação. Trata de um lugar onde não se é permitido abraçar e tem como ponto de partida “O Livro dos Abraços”, de Eduardo Galeano. A Cia. Clowns de Shakespeare é do Rio Grande do Norte, tem 23 anos de existência e possui, também, como pesquisa para a criação dos atores e cenas a técnica do palhaço.

  • 2/8, 20h, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) 

 “La Conquista”, da Dale Circo, de Florianópolis, vale a pena conferir e se divertir com os números de circo da dupla cômica Pituca da Rosa e O Chico.

  • 3/08 (qui), às 20h, no Teatro Sesc Prainha

Júlio Maurício,

formado em artes cênicas pela Udesc, integra o grupo Teatro Sim... Por Que Não?!!!, onde exerce a função de  diretor teatral e produtor cultural.

"Nuestra Senhora de Las Nuvens" e "Abrazo", montagens do grupo potiguar Clowns de Shakespeare, um dos melhores grupos teatrais do Nordeste, que por aqui já passou com o excelente "Sua Incelença, Ricardo III", numa primorosa apresentação na frente da catedral.

  • 2/8, 20h, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) - “Abrazo”
  • 23/8, 20h, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) - "Nuestra Senhora de Las Nuvens"

"O Quadro de Todos Juntos", um dos melhores e mais inquietantes espetáculos teatrais  que assisti nos últimos tempos. Imperdível.

  • 15/8, 20h, no Teatro Sesc Prainha

"Parlapatões Clássicos do Circo", o espetáculo da companhia paulista quem tem o mesmo nome, reúne alguns dos melhores momentos cômicos de suas montagens anteriores. Ótima pedida para criança e adultos.

  • 2/8, 20h, Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) 

Serviço

O quê: o 14º Festival Palco Giratório Sesc
Quando: de 1º a 31/8
Onde: Teatro do Sesc Prainha, no Teatro Ademir Rosa (Centro Integrado de Cultura – CIC), no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), no circo da Dona Bilica, na Arena Ceart/Udesc e em espaços públicos
Quanto: gratuito

O quê: “Os Mequetrefe”, com Parlapatões
Quando: 1/8, 20h
Onde: Teatro Ademir Rosa, CIC, avenida Irineu Bornhausen, Agronômica, Fpolis
Quanto: os ingressos gratuitos são distribuídos 1 hora antes de cada apresentação, no local do evento. Espaços sujeitos à lotação.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade