Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Festival Floripa na Foto chega a 5ª edição com oficinas, exposições e conversas

Nomes, como Boris Kossoy e Marcelo Greco, estão na programação do evento até sábado

Redação
Florianópolis
12/12/2017 às 11H06

Segue até sábado a 5ª edição do Floripa na Foto, festival que reúne fotógrafos, pesquisadores, artistas, professores, fotojornalistas e amantes da fotografia para pensá-la, de forma integrada, visando a formação de público e a conquista de espaços expositivos e educacionais. O evento traz diversas exposições, entre elas "Palavra-alma", de Ana Paula Soukef, no Memorial Meyer Filho, e  “Além da Aparência”, que abre hoje, na Galeria Helena Fretta, com 15 obras de Boris Kossoy em homangem aos seus 50 anos de carreira, comemorados em 2015. Durante a quarta, quinta e sexta, exceto pelas exposições, as atividades estarão concentradas no Ceart/Udesc.

Fotografia captada em Roma, de Boris Kossy, que estará na exposição que comemora 50 anos de carreira do fotógrafo - Boris Kossoy/Divulgação/ND
Fotografia captada em Roma, de Boris Kossy, que estará na exposição que comemora 50 anos de carreira do fotógrafo - Boris Kossoy/Divulgação/ND


Kossoy é também um dos convidados para uma das mesas redondas nesta edição. Ele é o fotógrafo, teórico, historiador da fotografia, professor e arquiteto Boris Kossoy. Além dessas atividades, ele também é curador, ensaísta e autor de diversas obras. Em 1984 recebeu a condecoração Chevalier de l’ Ordre des Arts et des Lettres do Ministério da Cultura e da Comunicação da França, pelo conjunto de sua obra. Em 2013 foi agraciado pela instituição Porto Seguro com o Prêmio Brasil de Fotografia Especial pelo conjunto de sua obra e importante reflexão sobre a fotografia. Ele será entrevistado nesta quarta, às 19h30, por Rosely Nakagawa. “Vamos falar sobre o tema das realidades e ficções na fotografia. Esse é um assunto central da minha obra, seja a acadêmica (teoria e história), seja a artística (meu trabalho como fotógrafo). A conversa deve gerar discussão sobre ideias e imagens que permeiam as realidades e ficções instaladas na produção e recepção das imagens. Trata-se de um desafio básico no debate sobre a fotografia”, explica Kossoy.   

Boris Kossoy é um dos convidados do evento deste ano - Sabrina Meira/Divulgação/ND
Boris Kossoy é um dos convidados do evento deste ano - Sabrina Meira/Divulgação/ND


Perguntado sobre a influência das tecnologias sob a fotografia contemporânea, Kossoy diz que presenciamos um consumismo exagerado das câmeras de celular, e que se estabeleceu o território para os oportunistas alimentarem e confundirem um "mercado" ainda nebuloso para a fotografia. “A presença da fotografia em diversos extratos sociais teve um alcance dramático com o impacto das chamadas "novas tecnologias", que já nem são mais tão novas assim. Diariamente equipamentos de fotografar e falar se tornam obsoletos diante do consumismo histérico que assistimos. Nunca se produziu tantas imagens desnecessárias e nunca se falou tantas asneiras como as que vemos hoje publicadas nas redes. Neste contexto a inteligência e a sensibilidade perderam lugar. Diante disso, o pensamento crítico pouco interessa, na medida em que é incômodo em relação ao supérfluo e aos modismos de plantão", diz.

Evento consolidado mesmo sem apoio 

O evento teve sua primeira edição em 2010, porém, após dificuldade de apoio, ele se consolida com maturidade no mercado da fotografia. Mais uma vez ele será realizado sem lei de incentivo ou edital, mas com o apoio de universidades que entendem a sua importância para a cidade, como o Ceart e Faed da Udesc, Secart (UFSC) e Univali Florianópolis. Além da rede de artistas e fotógrafos, algumas empresas da área se juntam às coordenadoras para dar apoio na organização e realização do evento. 

Na programação, além da seriedade que envolve o trabalho nas oficinas e leituras de portfólio, por exemplo, há um grande incentivo às trocas de experiências, seja nos encontros formais como a 4ª Edição do Fórum Fotografia, Arte e Educação e mesas de conversas; como nos corredores do Centro de Artes da Udesc, nas exposições e no Encontro de Livros de Fotografia de Autor, que acontece em parceria com a Argentina Laura Lavergne, ou ainda nas mostras de vídeo e ações educativas. 

O projeto idealizado por Lu Renata e Lucila Horn, oportuniza um intercâmbio com algumas das principais tendências da fotografia, abordando diferentes temas relacionados a arte. Neste ano o festival ganha densidade com nomes como: Marcelo Greco, Rogério Ferrari, Ed Viggiani e Andrea Eichenberger.

Serviço

O quê: Festival Floripa na Foto
Quando: até 16/12
Onde: Centro de Artes da Udesc, Santa Mônica, Fpolis
Programação completa: www.floripanafoto.com

O quê: "Além da aparência"
Quando: até 10/2/2018
Onde: Galeria Helena Fretta, rua presidente Coutinho, 532, Centro, Fpolis
Quanto: gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade