Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Felipe Neto se junta a outros youtubers em canal dedicado a games

Canal chamado Final Level estreia no próximo dia 29 de agosto

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
04/08/2018 às 13H29

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Alguns dos nomes mais conhecidos da internet brasileira, como Felipe Neto e Bruno Correa, se reuniram em um novo projeto dedicado aos games. Trata-se de um canal no YouTube, chamado Final Level, que estreia no próximo dia 29 de agosto.

Além da dupla, estarão presentes na plataforma os influenciadores Sheviii, Robin Hood Gamer, PlayHard e Caio Pericinoto, já conhecidos pelos fãs de videogame da internet.

Os participantes desenvolverão os vídeos em uma casa, batizada de Game Land, que funcionará por 365 dias -—serão, portanto, pelo menos 365 programas gravados. Além de acompanhar o que acontece na casa, os espectadores ainda poderão conferir gameshows, talkshows e outros formatos de vídeos que vão discutir esse universo.

Para a empreitada, a Take4 Content juntou forças com a empresa esportiva Go4It, destacando, assim, o crescimento e a popularização dos e-sports. Para Fernanda Lobão, diretora da Go4It, a importância de ampliar o alcance dos jogos para além dos consoles é a de consolidar os games como cultura.

"YouTube foi a plataforma social que mais cresceu nos últimos cinco anos. De cada 100 canais buscados na plataforma, 17 são de games. Observando essa demanda, existe um espaço enorme para conteúdo inspirado no contexto social atual, estabelecendo conexões mais fortes e próximas com as pessoas. Nem jogador de futebol, nem ator de Hollywood, agora os novos avatares de admiração são  os gamers profissionais, desenvolvedores e youtubers", diz.

MERCADO CRESCENTE

O projeto busca atender a uma demanda crescente no Brasil: o país é hoje um dos 15 maiores mercados globais de games e o quarto com mais usuários de smartphones no mundo. São centenas de youtubers com canais dedicados exclusivamente a games.

Um dos recordistas de inscritos no país, por exemplo, é Pedro Afonso Rezende, da Rezende Evil, página dedicada a gameplays com mais de 18 milhões de seguidores.

Mas quem pensa que o público que consome esse tipo de conteúdo ainda segue o estereótipo do menino nerd está enganado: um estudo da associação americana Entertainment Software Association mostra que 64% dos lares nos Estados Unidos têm ao menos um morador que joga videogame regularmente.

Segundo o CEO da produtora audiovisual Take4 Content, João Pedro Paes Leme, já não há um perfil que possa ser associado aos gamers. "Ainda existe o estigma de que videogame é coisa de criança ou nerd, mas isso está sendo demolido aos poucos", disse à reportagem.

"Quem ainda tem esse preconceito está perdendo uma grande oportunidade de olhar para os games do ponto de vista financeiro e humano", completa ao ressaltar a importância dos jogos no setor educativo.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade