Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Estúdio da UFSC terá tecnologia avançada para captura de movimentos em 3D

Expansão do laboratório de design fundado em 1994 acontece com abertura do novo prédio, que deve acontecer em setembro

Marciano Diogo
Florianópolis
Marco Santiago/ND
O diretor do Design Lab, Milton Luiz Horn, em meio ao novo espaço, que tem um vasto fundo chroma key


Santa Catarina deve ganhar um novo estúdio de tecnologia a partir de setembro de 2016. Com cerca de 770 m², um extenso fundo chroma key e equipamentos high-tech, o novo Design Lab da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) tem a abertura prevista para o dia 13 de setembro. A construção do novo espaço para expansão do laboratório começou em janeiro deste ano e o estúdio terá a infraestrutura com sistema avançado para captura de movimentos em 3D.

“Estamos apenas aguardando o Habite-se para abrir. O laboratório representa uma revolução. É um espaço que está para prestar serviços para comunidade e auxiliar no ensino, e também pode ser alugado por empresas para produções particulares”, conta o engenheiro Milton Luiz Horn Vieira, 57, fundador do Design Lab e que é professor da UFSC há mais de 20 anos.

Além da expansão física, o Design Lab terá quatro câmeras 4K, um RIG – equipamento que faz o foco automático para câmeras estereoscópicas –, e um scanner 3D. No momento existem 14 câmeras de captura de movimento em 3D disponíveis no laboratório, que devem aumentar para 35 com a chegada de novas. “Estamos comprando mais 21 câmeras. O ideal seriam 200 câmeras pelo tamanho do espaço que temos”, observa Milton.

Na lateral do prédio, que tem isolamento acústico, sistema central de ar condicionado e sete salas para instalação de ilhas de edição, camarim e estúdios de apoio, também há uma tela branca com 16 m x 9 m para projeções audiovisuais. “A expansão do estúdio facilita e dá qualidade para a captura de movimentos em 3D e o grande fundo chroma key vai possibilitar criar diferentes universos e o live-motion de inúmeros personagens”, acrescenta o professor que esta à frente do Design Lab.

De acordo com o diretor do espaço, o local não servirá apenas para captura de movimento em 3D para animações, mas também para outros projetos, como por exemplo, na área da saúde, em que será possível produzir próteses específicas para pessoas amputadas, e na área do esporte, para avaliar os movimentos de atletas de alto rendimento. Foram investidos cerca de R$ 2,5 milhões para construção do novo estúdio, que veio da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), empresa pública brasileira de incentivo à ciência, tecnologia e inovação em universidades, institutos e outras instituições públicas.

Marco Santiago/ND
O laboratório já conta com câmeras de captura em 3D, e mais equipamentos devem chegar


Mais de 20 anos voltados à tecnologia
Fundado em 1994, o Design Lab é um laboratório vinculado ao programa de graduação e pós-graduação em design da UFSC que tem como objetivo realizar projetos de pesquisa com ênfase em tecnologia, bem como estender os estudos na área para desenvolvimento de produtos de caráter social, econômico e cultural. “Quando abrimos o laboratório a intenção era auxiliar o desenvolvimento da área de comunicação visual, mas começamos a seguir para a área de computação gráfica. O novo Design Lab irá auxiliar para o desenvolvimento de projetos de diferentes cursos: engenharias, medicina, cinema, animação, educação física, entre outros”, conclui o professor Milton Luiz, idealizador do laboratório que também é membro da REBRATS (Rede Brasileira de Avaliação em Tecnologias de Saúde).

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade