Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Estrelada pelos Beatles, comédia musical volta remasterizada para cinema de Florianópolis

Sidney Kair, fã dos garotos do Liverpool, descreve “A Hard Day’s Night” como um grande videoclipe

Gustavo Bruning
Florianópolis
Henrique Azevedo/Divulgação/ND
Sidney Kair com os filhos Frank (à esq.) e William e sua coleção com mais de mil itens dos Beatles. “A Hard Day’s Night”, para ele, é como ler o diário do quarteto

 

Em 1985, quando o produtor de vídeos e fotógrafo Sidney Kair assistia pela primeira vez às aventuras dos Beatles no filme “A Hard Day’s Night”, em videocassete, já cultivava uma grande paixão pela banda havia mais de uma década. A experiência foi como ler um diário de Paul McCartney, George Harrison, Ringo Starr e John Lennon: pôde conhecer novas facetas dos músicos e rir do característico humor britânico. “Era como um grande videoclipe”, relembra o catarinense. Lançado em 1964, “Os Reis do Iê Iê Iê” – como também é conhecido no Brasil – mostra o grupo em seu primeiro longa-metragem. O clássico foi relançado nos cinemas em 2004 e agora retorna remasterizado em 4K em três sessões especiais na quinta-feira, domingo e terça-feira, às 21h, no Cinemark do Floripa Shopping.

Apresentando o estilo de vida dos garotos de Liverpool em cenas memoráveis, como a perseguição de fãs que resulta em um tropeço dos artistas, o longa em preto e branco explora as personalidades dos Beatles, traçadas como estereótipos pelo roteirista Alun Owen após acompanhar a banda em turnê. Dos ensaios para uma apresentação ao vivo à despedida triunfal em um helicóptero, os britânicos trazem hits como “Can’t Buy Me Love”, “She Loves You” e “A Hard Day’s Night” – esta última escrita durante as filmagens por Lennon e McCartney.

Dirigido por Richard Lester (“Os Três Mosqueteiros” e “Superman 2 – A Aventura Continua”), o filme também tem no elenco Wilfrid Brambell como o estranho avô de Paul, e Norman Rossington no papel do dedicado agente da banda, que agraciam a história fictícia com humor. “A Hard Day’s Night” estreou nos cinemas poucos dias antes do bem-sucedido álbum de mesmo nome e foi aclamado pela crítica, surpreendendo o estúdio ao tornar-se um sucesso de bilheteria logo na primeira semana de exibição.

Fã do filme e do disco homônimo, Sidney Kair conta que se apaixonou pelo som dos Beatles aos 9 anos por meio da coletânea “Rock N Roll and Music”, tocada em uma festa na escola. Desde então, mantém uma coleção que já passa dos mil itens, entre LPs, CDs, singles, DVDs, livros de fotografia e biográficos. O fotógrafo assistiu a quatro shows de Paul no Brasil e tem como um de seus itens mais preciosos um autógrafo da banda atual do músico. Além disso, desde o final dos anos 1970, costuma reunir-se com um grupo de amigos para ouvir Beatles. 

O legado da Beatlemania foi passado para a geração seguinte de forma natural. Seus dois filhos, Frank e William, cresceram assistindo à videografia dos músicos e tendo-os como trilha sonora do dia a dia. Hoje, têm o grupo como principal referência de sua banda de rock britânico, Cambridge, e compartilham o carinho do pai pela coleção. 

Divulgação/ND
Em 2014, o filme foi remixado e remasterizado no estúdio Abbey Road, em Londres, em comemoração aos seus 50 anos

Legado incomparável

Aos 20 e poucos anos, Paul, George, Ringo e John já estavam no auge de suas carreiras. O rompimento dos Beatles, em 1970, veio após 12 álbuns de estúdio e muitos sucessos nas paradas musicais por todo o mundo. Eles têm mais de 178 milhões de discos vendidos nos Estados Unidos e detém o recorde de vendas de álbuns no país, desbancando até mesmo Elvis Presley. Para Sidney, o sucesso está atrelado à qualidade incomparável das músicas, reforçada por “letras inspiradoras e produções sonoras impecáveis”, cujas melodias e arranjos continuam soando contemporâneos mesmo após cinco décadas. “Há músicas dos anos 1970 – como algumas do Pink Floyd e Led Zeppelin – que soam muito datadas. Os Beatles tiveram a capacidade de extrapolar isso”, explica. 

A parceria com o produtor George Martin permitiu que a evolução sonora do grupo se tornasse perceptível através dos anos. “Eles tiveram um comprometimento com a inovação e jamais se acomodaram”, analisa Sidney. Para Frank, a diversidade musical é um dos pontos fortes. “Os Beatles têm de baladas românticas a rock ‘n’ roll, de inspirações no Elvis ao Chuck Berry. Ao mesmo tempo, outras músicas deles dão abertura a gêneros como metal e rock progressivo”, pontua. 




Serviço

O quê: “A Hard Day’s Night”
Quando: 3, 6 e 8/3, 21h
Onde: Cinemark, Floripa Shopping, rod. SC-401, 3116, Saco Grande, Florianópolis, tel. 3331-7000
Quanto: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade