Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Em produção intensa, Julian Gallasch mistura técnicas de arte em seus retratos

Reconhecido no mercado da decoração, artista carrega nas pinceladas, espátulas e no spray para produzir retratos originais

Marciano Diogo
Florianópolis
19/11/2016 às 10H50

Sabe-se que arte, decoração e design estão em constante diálogo mercadológico, e o trabalho de Julian Gallasch, 33, está em sintonia neste tripé. Artista visual paulistano radicado em Santa Catarina desde a infância, Gallasch viveu durante anos em Blumenau e mora atualmente em Florianópolis. O pintor, que se tornou reconhecido no mercado nacional de decoração nos últimos anos, trabalha com retratos que misturam diferentes técnicas e movimentos como o grafismo, geometrismo, arte pop urbana e realismo. “Você vê a minha trajetória nas telas, as partes gráficas da estampa, o spray do grafite, trago uma mescla de influências de tudo que já fiz”, observa o artista.

Gallasch transita entre o autoral e o comercial: pintor trabalha com telas sob encomenda - Daniel Queiroz/ND
Gallasch transita entre o autoral e o comercial: pintor trabalha com telas sob encomenda - Daniel Queiroz/ND

Formado em design industrial pela Univali (Universidade do Vale do Itajaí), Gallasch trabalhou durante anos na moda com criação de estamparias antes de migrar para a arte. Produziu estampas para marcas e estilistas como Mario Queiroz, Jum Nakao, Colcci, Diesel e Dudalina. Nesta, trabalhou durante oito anos. “Mas eu já desenhava, desde adolescente fazia grafite. Comercializei a minha primeira estampa para uma marca de skate aos 15 anos. Eu fazia estampa manualmente, e na época todo mundo fazia no computador, já eu desenhava à mão e depois escaneava. Foi o que deu certo”, lembra Julian, que tem como principais referências George Condo, Francis Bacon e Andrew Salgado.

O reconhecimento do trabalho de Gallasch se deu graças às redes sociais: por meio delas, ele faz a divulgação dos traços e se relaciona com os pedidos de encomendas de telas, que começaram a surgir em 2011. Durante alguns anos, o pintor conciliou as encomendas com o trabalho de ilustrador na marca catarinense de camisaria, até o volume de pedidos crescer a ponto de fazê-lo largar o então emprego formal.

Com uma personalidade um tanto introvertida, mas que imprime segurança, Gallasch garante que não se incomoda em transitar entre o autoral e o comercial, nem que a alta demanda torne seu trabalho mecanizado; “do mesmo jeito que faço as encomendas, eu também me solto e crio coisas diferentes. As encomendas são trabalhos mais técnicos”.

Retratos que misturam diferentes técnicas e materiais - Divulgação/ND
Retratos que misturam diferentes técnicas e materiais - Divulgação/ND


Arte gráfica

 Julian Gallasch produz uma tela a cada dois dias, sendo que há uma fila de espera de mais de 20 telas . Cobra cerca de R$ 2 mil o metro quadrado. “Historicamente existe o fetiche pelo retrato na pintura. As pessoas gostam de se reconhecer na tela. Na decoração, esse segmento é ainda mais forte, por isso também a importância da parceria com arquitetos”, acrescenta o artista visual, que já vendeu suas telas para clientes em países como os Estados Unidos, Turquia e Suíça.

Para fazer os retratos, Gallasch trabalha com espátulas, sprays e pincéis – a mistura resulta em uma arte gráfica que transita entre ilustração, pintura e grafite. “O mercado da arte voltado para decoração é limitado. Tende a ser um trabalho feito sob medida, portanto você só se diferencia se fizer algo autêntico”, conclui o artista visual.

Formado em design industrial pela Univali (Universidade do Vale do Itajaí), Gallasch trabalhou durante anos na moda com criação de estampas - Divulgação/ND
Formado em design industrial pela Univali (Universidade do Vale do Itajaí), Gallasch trabalhou durante anos na moda com criação de estampas - Divulgação/ND


Saiba mais sobre o trabalho de Julian Gallasch www.facebook.com/julian.gallasch e www.instagram.com/juliangallasch.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade