Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Eli Heil apresenta obras em versão preto e branco

Exposição no museu Victor Meirelles faz parte das celebrações de 50 anos de carreira da artista

Edinara Kley
Florianópolis

Conhecida por ser uma artista que não economiza cores, Eli Heil apresenta, neste sábado, produções inéditas feitas apenas em branco e preto. A exposição, no Museu Victor Meirelles, faz parte das celebrações dos seus 50 anos de carreira e revelam fases de inquietudes do coração da catarinense que completa 85 em julho.

 “Eu sou uma colorista, mas o preto e branco fazem parte da minha vida também. Qualquer aborrecimento me faz perder a cor”, explica a artista. Entre os momentos mais marcantes desta perda, cita o momento que recebeu o diagnóstico médico de estar com anemia e quando assistiu pela televisão as imagens da grande enchente que atingiu Santa Catarina em 1983.

A cada perda de cor sofrida entre as décadas de 1960 e 1990, Eli criava algo novo, mas até agora poucos conheciam as produções feitas em papel com nanquim, grafite ou caneta esferográfica. “Eu nunca tinha mostrado essa pequena parte da minha obra, sei que as pessoas vão estranhar, mas vale a pena ver”, admite.

Hoje, em um momento de vida colorido, considera-se preparada para mostrar as obras. “O bom é que as cores sempre voltam, e voltam com toda a força. É mais difícil fazer coisas em preto e branco e agora estou colorista de novo”, revela. A mostra terá apenas 20 trabalhos bicolores de Eli e são uma parte diminuta de seu acervo de aproximadamente 4.000 obras.

Utilizando-se de 200 técnicas de produção, a artista transita com facilidade entre a pintura, o desenho, a cerâmica, a tapeçaria, e escultura e ainda a poesia. Só no seu museu/casa/ateliê, O Mundo Ovo, estão mais de três mil obras, de vários tamanhos, formatos e materiais.

Impulsionada apenas pelos instintos interiores, Eli nunca seguiu tendências artísticas ou se deixou influenciar pelas produções do eixo Rio/São Paulo. O ineditismo e a os elementos peculiares utilizados em suas obras, são justamente o que destaca a artista no cenário nacional e internacional.

As comemorações do aniversário de carreira começaram em novembro do ano passado e, além do Victor Meirelles, outros museus têm eventos programados para homenageá-la em 2014.

 O Museu Victor Meirelles se junta a outros museus catarinenses nas celebrações pelos 50 anos de carreira da artista catarinense Eli Heil abrindo, neste sábado, 22 de fevereiro, a exposição “Eli Heil em Branco e Preto”. O evento começa às 11h com o tradicional Encontro com a Artista e, em seguida, a abertura da mostra. No museu, a exposição marca a data da morte do pintor que dá nome à instituição, ocorrida 22 de fevereiro de 1903.

 

Serviço

O quê: Exposição “Eli Heil em Branco e Preto”
Quando: Abertura, 22/02, 11h. Visitação até 08/05
Onde: Museu Victor Meirelles, rua Victor Meirelles, 59, Centro, Florianópolis, tel. 3222-0692
Quanto: Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade