Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Editora da UFSC republica obra fundamental de Franklin Cascaes

"O Fantástico na Ilha de Santa Catarina" será lançado em volume único

Carolina Moura
Florianópolis

Depois de cinco edições esgo­tadas, “O Fantástico na Ilha de Santa Catarina”, de Franklin Cas­caes (1908-1983), terá uma nova edição lançada pela Editora da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), em volume úni­co e com novo projeto gráfico. O livro reúne histórias da tradição popular de Florianópolis e de seu entorno, e a expectativa é que o relançamento dessa obra de refe­rência sirva como incentivo para novas pesquisas sobre o trabalho do pesquisador, folclorista, histo­riador, artista e escritor.

 

Jones Bastos/Divulgação/ND
franklin cascaes
Cascaes coletava as histórias da Ilha e das comunidades

 

 

A nova edição não é como so­nhava Sérgio Medeiros, diretor da editora, nem Gelci José Coe­lho — o Peninha —, que colabo­rou com Cascaes para publicar as histórias e estará presente no lançamento, dia 17 de outubro. Mas ambos vêem na publicação mais uma oportunidade de re­descobrimento da obra. “O livro é clássico já, não tem razão para não torná-lo disponível nova­mente”, diz Medeiros, que des­taca o esmero com as ilustrações — digitalizadas dos originais — e com o texto, que foi adaptado para a nova ortografia com o cuidado de manter a identidade original de Cascaes, que reflete a linguagem oral.

“Eu queria que fosse um livro de mesa, capa dura, tudo gran­de, os desenhos separados por folhas de seda, com glossário de palavras”, diz Peninha, lem­brando de quando datilografou 25 histórias a partir das anota­ções de Cascaes, juntou-as com as ilustrações elaboradas pelo autor para cada uma delas, e as entregou na Editora da UFSC, em 1975. Na época o livro levou anos — e a intervenção do rei­tor — para sair, e logicamente não como ele esperava. “Mas foi fantástico, foi o primeiro livro da Edufsc que esgotou uma edição, outra, e outra.”

Para esta nova edição, a ideia original da editora era de re­novar a obra, contando com o curador Fernando Lindote para selecionar novos desenhos, mas o projeto prescindia um esforço de pesquisa não compatível com a atividade da editora. “A gente está na expectativa para que uma nova geração de pesquisadores da UFSC se debruce sobre essa obra. Esperamos que esse tipo de reedição chame o pessoal para a obra dele, que sempre pode ser enriquecida”, diz Medeiros.

Por enquanto, os leitores podem continuar apreciando a narrativa fantástica e peculiar de “O Fantástico na Ilha de Santa Catarina”, de volta às livrarias e quetambém estará disponível on-line gratuitamente no site da editora após o lançamento.

Resgate e inspiração

Quando Peninha foi para a universidade, motivado pela intenção de ingressar nas artes, começou um intenso contato com o professor Franklin Cascaes. Em uma das visitas à casa dele, o então estudante reparou em um guarda-roupas. “Ele disse que ali dentro estavam guardados as roupas da dona Elisabete, esposa dele, que tinha falecido. Eu, curioso, pedi para ver”, conta. “Tinha as roupas dela e embaixo um bandolim e dois sacos cheios de cadernos manuscritos.”

Esses cadernos continham as histórias coletadas por Cascaes ao redor da Ilha, vindas da Europa com os açorianos e enriquecidas pelas culturas indígena e africana. “Ele dizia: ‘Isso daria muitos livros, filmes, teatros’”, lembra Peninha, que a partir daí ia todos os sábados na casa do professor para ouvi-lo ler suas narrativas.

A obra do folclorista veio a inspirar muitos trabalhos ligados à cultura local, como a peça “Cascaes”, de Olga Romero, de 1984, “A Antropóloga”, de Zeca Pires. “Virou teatro, filme, tudo que ele previa”, comenta Peninha.

Serviço

• O quê: Lançamento da nova edição de “Ofantástico na ilha de Santa Catarina”, de Franklin Cascaes

• Quando: 17/10, 16h30

• Onde: Tenda da feira de livros da Editora da UFSC, Praça da Cidadania, UFSC , Campus Trindade, Florianópolis, 3721-9408

• Quanto: Gratuito

• “O fantástico na Ilha de Santa Catarina”. De: Franklin Cascaes. Editora da UFSC. 272 págs. R$ 32 (R$ 16 no lançamento)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade