Publicidade
Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Dupla de exploradores vai viajar pela América Latina a bordo de uma Kombi

O documentário "O mundo é uma Kombi" quer descobrir o que é felicidade para os latino-americanos

Pedro Santos
Florianópolis
Divulgação/ND
A dupla passará por 17 países com a Kombi, também chamada de "Caipirinha"

A aparente simplicidade da pergunta que Emilio Zagaia e Felipe Costa querem responder é inversamente proporcional à empreitada que eles vão realizar. Durante seis meses, a dupla vai percorrer a América Latina entrevistando as mais diversas pessoas para tentar responder o que é felicidade.

O projeto, que vai virar um documentário e uma série para a TV e para a internet, tem como ponto central o desejo em mostrar que é possível ser feliz com simplicidade.

“Não temos ideia do que vamos encontrar pelo caminho. Não temos roteiro. Vamos até onde a Kombi nos levar”, diz Emilio Zagaia, de 39 anos.

Emilio é instrutor de mergulho e comprou a Kombi quando estava em Tolum, no México, para facilitar o transporte até os locais onde ele costumava mergulhar. Foi quando Emilio equipou o automóvel com uma geladeira, um fogareiro e duas camas e pintou a lataria com as cores do Brasil.

Como não poderia deixar de ser, o próprio veículo já é um dos protagonistas da aventura que a dupla está preparando. Não passou muito tempo até a Kombi 1971 chamar a atenção dos habitantes de Tulum, que a apelidaram de “Caipirinha”.

“Queremos manter contato com as pessoas que vierem ver a Kombi, com quem nos relacionarmos no meio da viagem”, conta Felipe Costa, de 23 anos, que vai apresentar o documentário como TCC (trabalho de conclusão de curso) de Jornalismo pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Até a data de partida, em janeiro de 2012, a dupla trabalha na divulgação do projeto pelas redes sociais, na obtenção de recursos financeiros por meio de uma rede de financiamento coletivo e em contato com embaixadas dos países por onde vão passar.

Uma das idéias que vão nortear o documentário é um paralelo entre o PIB (Produto Interno Bruto) e o FIB (Felicidade Interna Bruta), conceito criado no Butão para tentar medir a felicidade das pessoas. O país asiático baseia-se no princípio de que o verdadeiro desenvolvimento de uma sociedade surge simultaneamente com o crescimento espiritual e material.

“Queremos mostrar que é possível ser feliz com simplicidade”, diz Felipe, inspirado do velho lema de que não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.

Financiamento

Para conseguir financiar a projeto, a dupla inscreveu o projeto no site Catarse, site de financiamento coletivo. Quem se interessar pelo projeto pode doar qualquer valor pelo site. De acordo com o valor investido, os apoiadores recebem contrapartidas como cartões postais, DVD com o documentário, o nome na lista de apoiadores oficiais do projeto, fotos exclusivas e até convites para festa de lançamento oficial do documentário pronto, com direito a ter o nome assinado na lataria da Kombi. Quem se interessar é só procurar “O mundo é uma Kombi” no site www.catarse.me

A Rota

Emilio Zagaia e Felipe Costa vão buscar a felicidade em 17 países durante seis meses.  A maior parte do trajeto de 18 mil quilômetros será feita pela rodovia pan-americana, uma rede de estradas que se estende de norte a sul do continente. A viagem segue pelos seguintes países: México, Belize, Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Chile, Paraguai, Argentina, Uruguai e Brasil.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade