Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Duas cineastas são as grandes vencedoras do FAM 2018, com "Torre" e "Flecha Dourada"

Paulista e catarinense ganharam os prêmios de Melhor Filme do Júri Oficial nas mostras de Curtas Mercosul e Catarinense do 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul, encerrado neste domingo (24)

Redação ND
Florianópolis
24/06/2018 às 18H59

Duas cineastas conquistaram os principais prêmios do FAM 2018. A paulista Nádia Mangolini, com o curta-metragem “Torre”, e a catarinense Cíntia Domit Bittar, com “Flecha Dourada”, ganharam, respectivamente, os prêmios de Melhor Filme do Júri Oficial nas mostras de Curtas Mercosul e Catarinense do 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul, encerrado neste domingo no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

"Flecha dourada" ganhou a mostra Curtas Catarinense - Divulgação/ND


Filme de animação que reconstrói o que aconteceu com os irmãos Vlademir, Virgilio, Gregório e Isabela, filhos do militante político Virgílio Gomes da Silva, preso em setembro de 1969 e morto sob tortura enquanto estava detido no DOI/Codi de São Paulo, “Torre” conquistou o prêmio do Júri Oficial e os troféus de Melhor Direção de Arte (para Pedro Franz e Rafael Coutinho) e Melhor Roteiro (para Gustavo Vinagre) do festival. Pelo filme, Nádia Mangolini receberá também uma premiação dos apoiadores do FAM 2018 em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da CiaRio, correção de cor da 02 Pós, delivers da Mistika, mixagem da Cinecolor e assinatura de um ano do pacote Adobe Creative Cloud, prêmio que chega ao valor de R$ 23.500,00. O troféu do Júri Popular da Mostra Curtas Mercosul foi para O Malabarista, do goiano Iuri Moreno, e Antolina, do paraguaio Miguel Agüero ganhou a Menção Honrosa.

Flecha Dourada, de Cíntia Domit Bittar, que resgata a trajetória dos lutadores do catch de Santa Catarina, recebeu o prêmio do Júri Oficial e o troféu de Melhor Montagem (para Cíntia). Pelo filme, Cíntia receberá uma premiação em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da CiaRio, mixagem da CineColor, correção de cor e DCP (Digital Cinema Package) da Link Digital, assinatura de um ano da Adobe Creative Cloud, preparação de elenco da Aktoro, serviços de finalização da InnSaei e participação no Festival Oberá em Cortos, na cidade de Oberá, Argentina, no mês de julho, além de troféu Panvision e troféu apoiador Água Santa Rita, os prêmios representam  o valor de R$ 38.300,00. O Júri Popular da Mostra Catarinense premiou o filme Severo Severino, de Kátia Klock e Marco Martins, e a menção honrosa foi para Berro, de Paula Barbabela e Marina Simões.

“Berro”, de Paula Barbarela e Marina Simões, será exibido na quinta (21), na Mostra de Curtas SC - Divulgação/ND
“Berro”, de Paula Barbarela e Marina Simões, ganhou menção honrosa - Divulgação/ND


Outro destaque das mostras de Curtas foi Boca de Fogo, filme do diretor carioca Luciano Pérez Fernández, que ganhou os troféus de Melhor Direção, Melhor Documentário e Melhor Fotografia (para Anderson Capuano).

E o vencedor da Mostra Infantojuvenil, segundo o Júri Oficial, foi o curta Médico de Monstro, do paulista Gustavo Teixeira, ficção que conta a história do menino Dudu, que sonha em ter uma profissão diferente da imaginada pelos amigos que querem ser astronauta ou jogador de futebol. Pelo filme, Gustavo receberá o prêmio apoiador com locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da CiaRio, correção de cor da 02 Pós, delivers da Mistika, mixagem da Cinecolor e assinatura de um ano da Adobe Creative Cloud, o que representa R$ 22.500,00.

MOSTRA CURTAS MERCOSUL

JÚRI POPULAR - O MALABARISTA, do goiano Iuri Moreno

MENÇÃO HONROSA - ANTOLINA, do paraguaio Miguel Agüero

JÚRI OFICIAL - TORRE, da paulista Nádia Mangolini

MOSTRA CURTAS CATARINENSE

JÚRI POPULAR - SEVERO SEVERINO, de Kátia Klock e Marco Martins

MENÇÃO HONROSA - BERRO, de Paula Barbabela e Marina Simões

JÚRI OFICIAL - FLECHA DOURADA, da catarinense Cíntia Domit Bittar

MOSTRA INFANTOJUVENIL

PRÊMIO DIREITOS HUMANOS - FESTA DOS ENCANTADOS, Masanori Ohashy

JÚRI POPULAR - LUIZ, de Alexandre Estevanato

MENÇÃO HONROSA - ARRAIGO, de Maria Laura Reina

JÚRI OFICIAL - MÉDICO DE MONSTRO, de Gustavo Teixeira

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade