Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Cultura de Florianópolis sob nova direção

Luiz Ekke Moukarzel assume a fundação cultural e promete administração aberta

Carolina Moura
Florianópolis

Com o salão do Forte Santa Bárbara cheio de representan­tes da área da cultura, Luiz Ekke Moukarzel assumiu na sexta-feira a superintendência da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes. Segundo o prefeito Cesar Souza Júnior, a indicação do mú­sico e produtor cultural ao cargo cumpre seu compromisso de cam­panha em nomear pessoas com intimidade com cada área para assumi-las.

Carioca e morador de Floria­nópolis desde 1963, Moukarzel tem formação em música, educa­ção artística e nas áreas de política e gestão cultural. Segundo ele, seu objetivo na fundação é contem­plar a cultura de forma ampla, desde as manifestações populares até as contemporâneas. Para isso, sua principal promessa é de ouvir a classe artística e população para definir as ações da entidade. O que adianta é que não será possível fazer tudo em quatro anos. “Mas o importante é fazer ações que contemplem também as questões estruturais da cultura”, diz, pro­pondo não focar apenas em uma política de eventos, mas no desen­volvimento do setor para que se torne sustentável.

 

Daniel Queiroz/ND
Luiz Ekke Mukarzel
Luiz Ekke Moukarzel vai avaliar a situação da cultura nos próximos 10 dias

 

A orientação do prefeito a sua equipe foi a de que os dez primeiros dias da gestão se­jam usados para tomar conheci­mento da situação atual dos órgãos, antes de delinear o plano de governo. Moukarzel diz que suas ações serão tomadas a partir desse diagnósti­co. “A fundação tem alguns projetos tradicionais, como o Floripa Teatro, algumas festas populares, as oficinas de arte-educação e a Orquestra Esco­la. Tudo que está sendo bem feito será mantido, isso são palavras do prefeito”, diz ele. “Mas há lacunas entre o que existe e o que a socie­dade deseja, e isso precisa ser su­prido pela fundação.”

Integrante do Conselho Muni­cipal de Política Cultural de Floria­nópolis entre 2010 e 2012, repre­sentando a sociedade civil na área de música, um dos compromissos de Moukarzel é com o Plano Municipal de Cultura. É possí­vel que o plano seja finalizado ainda no primeiro semestre, passando pela con­sulta pública para ser encaminhado à Câ­mara Municipal pelo prefeito. Os editais do Fundo Muncipal de Cultura, segundo ele, passarão por ava­liação e continuarão funcionando. Na sua opinião, é desejo alcançar a porcentagem de 1% do orçamen­to municipal, almejados no Plano Nacional, para a área de cultura.

Prefeito diz privilegiar artistas locais

Durante a cerimônia de posse, o prefeito Cesar Souza Júnior falou de seus compromissos com a área de cultura. Primeiramente, ele afirmou que sua gestão não vê a cultura como algo supérfluo, e que apesar da dificuldade financeira que enfrentará nos primeiros meses de seu governo, “a fundação terá o orçamento condizente com a sua importância”. A declaração que recebeu aplauso foi ao prometer que a prefeitura não contratará estrelas da música nacional e internacional para os seus eventos, privilegiando os artistas locais. A outra prioridade que listou é ampliar o acesso à cultura, incentivando ações a exemplo da Maratona Cultural.

 

Luiz Ekke Moukarzel

Currículo e trajetória

É musico, compositor e escritor

Formado pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro

Graduação em educação artística pela Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina)

Especialização em Marketing pela Unisul (Universidade do Sul de Santa Catarina)

Curso de Política e Gestão Cultural pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e MinC (Ministério da Cultura)

Atuou como diretor da Opus – Escola de Música e Artes

Foi técnico de assuntos culturais da FCC (Fundação Catarinense de Cultura)

Realizou pareceres de projetos culturais pelo MinC

Foi conselheiro no Conselho Municipal de Política Cultural de Florianópolis

Foi aluno do folclorista Franklin Cascaes e realizou pesquisas sobre a cultura popular local

Participou do Grupo de Pesquisa Teatro Novo, da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina

Ajudou a fundar o grupo musical Engenho, tendo composto músicas da banda

Idealizou a 1ª Semana de Arte de Florianópolis, o EmCenaCatarina, o Circuito Catarinense de Música do Sesc e Festival Internacional de Música Contemporânea de Florianópolis

Lançou os CD“Reencontro” (1997) e o livro “Guia do Labirinto – poemas urbanos desestruturados” (2001)

Fundação Franklin Cascaes

Equipamentos culturais

- Forte Santa Bárbara

- Casa da Memória

- Teatro da UBRO

- Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchietti

- Casarão da Lagoa

- Casa das Máquinas

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade