Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Cia de teatro de Florianópolis Teatrando por Aí estreia turnê por SC e RS

A ideia da nova peça é provocar uma reflexão crítica e também divertida sobre a alimentação humana

Redação ND
Florianópolis
12/08/2018 às 20H55

A companhia manezinha Teatrando Por Aí estreia uma nova turnê nesta quinta-feira (16), em Balneário Barra do Sul. Com a peça “Salada Cherrie”, o grupo faz 66 apresentações gratuitas em escolas de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, percorrendo 17 cidades.  

Companhia manezinha Teatrando Por Aí estreia uma nova turnê - Bruno Ropelato / Divulgação
Companhia manezinha Teatrando Por Aí estreia uma nova turnê - Bruno Ropelato / Divulgação



Em tempos de reality shows culinários e debate sobre o uso de agrotóxicos e consumo de alimentos industrializados, comer bem tem se revelado uma arte. A ideia da nova peça é provocar uma reflexão crítica e também divertida sobre a alimentação humana. 

De uma forma leve e reflexiva, o quarto espetáculo autoral da trupe aborda a relação das pessoas com o alimento e com a natureza e mostra que alimentar-se bem também envolve afeto, cuidado e consciência. A peça é voltada para o púbico infantil, entre 6 e 10 anos, tem duração de 50 minutos, e tem no elenco Clei Grött, Egon Seidler, Marina Monteiro, Luciana Holanda e Raquel Stüpp . 

Escrito pela atriz e dramaturga Marina Monteiro, “Salada Cherrie” é um convite à experiência estética e provoca um olhar artístico sobre a vida. Eder Schmidt, coordenador artístico do projeto, explica que o grupo está há 10 anos na estrada, desenvolvendo e difundindo projetos teatrais para a infância e juventude, e isso também se deve ao comprometimento social dessas empresas com as comunidades onde atuam. 

Agenda de apresentações

De 16 e 17/8: Balneário Barra do Sul (8 apresentações)

De 20 a 24/8: Capão Alto, Campo Belo do Sul, Cerro Negro, Esmeralda e Pinhal da Serra (16 apresentações, sendo uma aberta à comunidade)

De 27 a 31/8: Campos Novos, Celso Ramos, Abdon Batista e Anita Garibaldi (16 apresentações, sendo uma aberta à comunidade)

De 3 a 12/9: Águas de Chapecó, Alpestre, Caxambu do Sul, São Carlos, Chapecó, Nonoai e Faxinalzinho (26 apresentações, sendo uma aberta à comunidade)

Serviço 

O quê: “Salada Cherrie”
Quando: de 16/8 a 12/9
Onde: SC e RS
Quanto: gratuito 

 

Exposição Hipérboles, no Masc

Até o dia 7 de outubro, no Masc, fica em exposição “Hipérboles de um espaço-tempo”, com obras do acervo do museu, produzidas entre 1930 e 1979. A mostra integra às comemorações dos 70 anos do museu na Capital. A curadoria é de Francine Goudel, Juliana Crispe e Franzoi.

Um dos destaques da mostra é uma coleção de gravuras mexicanas que haviam sido expostas em 1961 (quando o Masc ainda chamava-se Museu de Arte Moderna de Florianópolis). As obras foram doadas pelo presidente mexicano Adolfo López Mateos (1910 – 1969), que teve mandato entre 1958 e 1964, pelo Partido Revolucionário Institucional. O catálogo da exposição de 1961 conta que o intuito do então presidente era  construir um circuito de arte latino-americano. Estão expostas 49 gravuras de artistas que fizeram parte do Ateliê de Gravura Popular da Cidade do México .

Quem visitar a mostra também poderá conferir obras de artistas catarinenses ou que viveram em Santa Catarina entre os anos de 1930 e 1979. Além disso, também compõe o espaço um conjunto de obras do acervo do Masc com trabalhos de artistas nacionais, internacionais e anônimos.

Conforme a curadoria, muitos dos trabalhos selecionados quase nunca foram vistos em exposição. Foram elencados núcleos possíveis de serem observados na construção da arte catarinense: imaginários, paisagens, natureza morta, ser humano facetado, guerra e morte, abstratos e simbólicos.

Serviço 

O quê: “Hipérboles de um espaço-tempo”
Quando: até 7/10, de terça a domingo, das 10h às 21h
Onde: Masc (CIC), av. Irineu Bornhausen, Agronômica, Fpolis
Quanto: gratuito 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade