Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Biblioteca comunitária Barca dos Livros, na Lagoa, pode chegar ao fim em 30 dias

Projeto criado há dez anos está sem apoio municipal e estadual, e com uma dívida de mais de R$ 170 mil com o LIC

Karin Barros
Florianópolis
30/06/2017 às 13H22

A biblioteca comunitária Barca dos Livros, projeto que atende a comunidade de Florianópolis e diversas escolas há dez anos, está prestes a acabar. O projeto, que é comandado pela Sociedade Amantes da Leitura, recebeu uma notificação extrajudicial para desocupar a sala que utilizam desde 2012 no LIC (Lagoa Iate Clube). O motivo é a falta de pagamento dos alugueis desde 2016, que somam R$ 150.463,49. A primeira notificação de despejo aconteceu em fevereiro deste ano, mas a associação descumpriu a ordem, tendo hoje um valor somado de mais de R$ 170 mil a serem pagos ao clube dentro de 30 dias.

Tânia Piacentini, da Barca dos Livros - Marco Santiago/ND
Pagar aluguel e manutenção da biblioteca que conta com 17 mil obras, diz a coordenadora Tânia Piacentini, são as maiores dificuldades - Marco Santiago/ND


Tânia Piacentini, diretora geral da associação e coordenadora da biblioteca, afirma que o projeto está com pouquíssimos patrocinadores de pessoas físicas (chamados de Amigos da Barca), mesmo com as diversas campanhas. Por isso, sábado (1), no restaurante Cozinha e Arte, no Campeche, será realizado um jantar que terá toda a verba revertida para o projeto da biblioteca comunitária, visando a continuação do trabalho. Hoje, ele conta com apenas uma funcionária com salário e o restante de pessoas voluntárias. “Esse jantar é uma das artimanhas que estamos promovendo para honrar o compromisso com o Lic”, coloca ela. 

A diretora afirma que as conversas com o município e governo do Estado já estão em andamento, porém, até agora, nenhum órgão se manifestou. “O ideal seria que as secretarias de educação e cultura pressionassem o governo para fazer um convênio permanente, como era de 2010 a 2015”, lembra. Editais também podem ajudar a manter o projeto, como o caso do Elisabete Anderle, que teve inscrições encerradas esta semana, e que a Barca está na disputa. Contudo, editais como esse não costumam disponibilizar verba para o aluguel do imóvel onde o projeto está locado. 

Para Tânia, não é possível mudar a Barca para outro local, pois o espaço disponibilizado pelo LIC é justo e o ideal para a biblioteca, que hoje, segundo ela, conta com um dos melhores acervos infanto-juvenis do Estado, somando 17 mil livros. Todos eles são adquiridos por forma de doação e estão sempre atualizados.

O vice-presidente administrativo do LIC, Carlos Tatit, informou que é de interesse do clube a parceria com a Barca, mas que é preciso regularização financeira. 

Projetos a todo vapor 

A Barca dos Livros continua em funcionamento mesmo sem o convênio com a prefeitura, apenas diminuiu a frequência de alguns eventos. De acordo com a diretora Tânia, se a biblioteca comunitária continuar, a agenda para as escolas – que são recebidas todas às quartas-feiras – está lotada até o final de 2017.

O passeio com o barco na Lagoa da Conceição, que inclusive deu o nome ao projeto, também continua acontecendo no segundo sábado de cada mês. Nele, o projeto faz uma passeio literário, com livros, leituras e narrações de histórias ao custo de R$ 5 para pessoas acima de dez anos de idade. 

Serviço
O quê: Jantar beneficente em prol da Barca dos Livros
Quando: 1/7, 20h
Onde: Cozinha e Arte, avenida Pequeno Príncipe, 1.094,Campeche, Fpolis
Quanto: R$ 80 (por pessoa) ou R$ 150 (casal)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade