Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Banda Farra do Bowie lança, na quarta-feira, primeiro álbum em evento no MIS

A Farra do Bowie une várias referências musicais e integrantes com bons anos de estrada e lança seu primeiro disco "Born to be a Faggot" no MIS

Ian Sell
Florianópolis
06/12/2016 às 16H21
A Farra do Bowie une várias referências musicais e integrantes com bons anos de estrada - Fábio Luiz Kuntze/Divulgação/ND
A Farra do Bowie une várias referências musicais e integrantes com bons anos de estrada - Fábio Luiz Kuntze/Divulgação/ND



Apesar das referências ao gênio David Bowie, o som da banda que empresta o nome do pop-rock star, a Farra do Bowie, não define a totalidade da proposta da banda. O som do grupo é um compêndio que reúne o proto-punk dos anos 1960, letras em português e inglês e uma identidade realmente própria nas composições. Nesta quarta-feira, a partir das 19h30, o hoje quarteto lança o primeiro disco “Born to be a Faggot” no MIS (Museu da Imagem e do Som), no CIC (Centro Integrado de Cultura).

Com origem na capital catarinense, a Farra do Bowie é uma banda de glam rock que possui influências do punk, do prog e de outros estilos. Com apresentações performáticas e coloridas, a banda tem como inspiração, além de Bowie, New York Dolls, Stooges, Alice Cooper, The Velvet Underground, entre outros artistas.

O CD traz nove canções próprias da banda. Na estrada há quatro anos, o grupo hoje é formado por Paulo Prog (vocalista), Rafael “Rassa” Alves (contrabaixo), Calvin Treze (bateria), André Seben (guitarra) e Nycollas Medeiros (guitarra) – este último participou de todo o processo de composição e gravação do disco, mas hoje não está mais na banda e vive fora do país.

O grupo se reuniu pela afinidade a Bowie e pelo proto punk, que é o termo usado para descrever uma série de artistas da música que foram importantes percursores do punk rock, do final dos anos 1960 até meados dos anos 1970, e que mais tarde seriam citados por músicos de punk como influência. “Temos o prazer de receber o público nesta festa que será catártica e alucinante. Mostraremos as músicas do nosso disco, além de muitas outras manifestações artísticas e sensoriais”, afirma o guitarrista André Seben, que tem mais de 25 anos de profissão e está há um ano e meio na banda.

O álbum “Born to be a Faggot” traz algumas raras canções apresentadas ao vivo pela banda, como: “There’s no Time” e “Toulouse” e também parte do repertório já conhecido do público nos shows. “Será uma catarse que reúne nosso apetite pelo espacial, pelo alienígena e por críticas terrenas, coisas também da nossa cidade”, resume Prog.

A banda, criada em 2012 em Florianópolis, foi uma das atrações do Festival Sea Shepherd de Rock, em 2014, num evento em prol da conscientização ambiental. Também já subiu no palco para apresentar clássicos de David Bowie, Alice Cooper, Stooges, NY Dolls, em um repertório punk-glam-sujo-chic.

 As pessoas que forem conferir o evento, além de adquirir o disco, também terão a oportunidade de conferir de perto as instalações, projeções, o clássico figurino glam dos rapazes e outras situações, as quais eles preferem fazer surpresa. Trata-se de uma experiência artística, sensorial e multimídia. O evento também será inclusivo à comunidade surda: haverá interpretação em libras e recursos visuais no telão durante a apresentação. “Trata-se de um capítulo que estamos fechando, mas jamais abandonando. Durante a finalização do álbum, novas músicas já tomaram forma para um próximo”, afirma Rassa.

SERVIÇO

O quê: Lançamento do disco "Born to be a Faggot" da banda Farra do Bowie

Quando: 7/12, às 19h30

Onde: MIS (Museu da Imagem e do Som), no CIC (Centro Integrado de Cultura)

Quanto: Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade