Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Artista Maria Estrázulas abre primeira exposição nesta sexta, no coletivo Nacasa

"De Menos infinito a mais infinito" desconstrói rótulos, santificando figuras como a negra, a palestina e a lésbica.

Ian Sell
Florianópolis
13/12/2017 às 16H00
Em 16 pinturas realistas, artista subverte temas - Divulgação/ND
Em 16 pinturas realistas, artista subverte temas - Divulgação/ND



Conceitos da metafísica, idealismo e experiências humanas em cenas pintadas em oléo sobre tela a partir de modelos fotográficos reais. Assim a artista Maria Estrázulas define a exposição de 16 pinturas “De Menos infinito a mais infinito” que abre nesta sexta (15) no coletivo artístico Nacasa, em Florianópolis. “Embora eu possa oferecer para o público essa imagem óbvia, de fácil acesso, introduzo elementos simbólicos e cenários imaginários, onde o público erudito que guardar mais tempo para observar a obra pode ler complexidades que estão nas entrelinhas”, explica a artista.

Estrázulas constrói cenas imaginárias através da pintura realista e expressa possibilidades distintas, apontando caminhos entre o sagrado e o profano. “Gosto de poder pintar obras realistas porque elas não têm uma barreira de linguagem com o público”, afirma a pintora. “Por exemplo, quando o jardineiro que trabalha em diversas casas da minha rua, um homem simples que fala um dialeto da sua localidade, não exatamente um português, entra na minha casa e comenta as obras sem iniciar a frase com algo como ‘sabe, eu não entendo de arte, mas...’,” completa.

Ao pintar, Maria santifica figuras como a negra, a palestina, a lésbica. Faz das crianças negras anjos, coloca as crianças brancas a brincarem nas nuvens e o anjo a fazer da criança um brinquedo, denuncia a árida busca humana por status, a exploração alienada da arte e da mulher como objeto de prazer.

Filha do conhecido pintor e retratista Adalberto Estrázulas, Maria conta que foi a mãe que incentivou a carreira. “Ela quem me ofereceu a primeira encomenda de retrato depois do meu pai optar pela aposentadoria, então ele aceitou me dar uma aula de retrato em aquarela. Embora eu tivesse acompanhado muitos retratos sendo feitos, essa aula foi fundamental para que eu pudesse atender profissionalmente ao mercado”, explica.

Serviço:

O quê: Exposição “De menos infinito a mais infinito”, de Maria Estrázulas
Quando: Abertura 15/12, 19h. Visitação: 18/12 à 22/12, 9 às 12h e 14 às 18h, segunda à sexta
Onde: Nacasa – Coletivo Artístico, rua José Francisco Dias Areias, 359, Trindade, Florianópolis
Quanto: Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade