Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Amigos e familiares de Salim Miguel prestam homenagem ao escritor neste sábado, em Florianópolis

A homenagem começa às 16h30, no Museu da Escola Catarinense, no Centro da Capital

Redação ND
Florianópolis

Autor de mais de 30 livros e pioneiro do cinema em Florianópolis, o escritor Salim Miguel, que morreu em abril aos 92 anos, recebe homenagem póstuma neste sábado (7) no Museu da Escola Catarinense, no Centro de Florianópolis. O evento, promovido pela família de Salim, terá a presença dos filhos João José, Antônio Carlos, Sônia, Paulo Sérgio e Luis Felipe, da viúva Eglê Malheiros, alguns netos, bisnetos e de colegas do escritor.

 

Edu Cavalcanti/Arquivo/ND
Salim Miguel escreveu mais de 30 obras, entre elas o premiado "Nur na Escuridão"

 

Segundo a filha Sônia, no local haverá projeções de fotos de Salim com amigos e familiares e a exposição de trabalhos do escritor. “Será uma coisa simples, a ideia é reunir pessoas que gostavam dele, que tinham convivência e admiravam o seu trabalho”, resume. As cinzas de Salim também estão em Florianópolis e parte será jogada no rio de Biguaçu, cidade onde ele passou a maior parte da infância e adolescência, e outra parte no mar da praia da Cachoeira do Bom Jesus, no Norte da Ilha, local em que a família tem uma casa, e era considerado um paraíso pelo autor.

Na próxima quarta-feira (11), a Academia de Letras de Biguaçu também promoverá sessão solene para lembrar Salim Miguel e abrir a mostra "Vida e Obra do Escritor Salim Miguel". No último dia 28 de abril Salim Miguel também recebeu breve homenagem na Academia Brasileira de Letras.

 

História de Salim Miguel

Nascido em Kfarsouroun, no Líbano, em janeiro de 1924, Salim Miguel morou durante grande parte de sua vida em Santa Catarina, e atualmente morava em Brasília, onde morreu no último dia 22 de abril devido a complicações de saúde por causa de uma broncopneumonia. O artista, que morava no Brasil desde os três anos de idade, cresceu em Biguaçu, onde ambientou a maioria de suas obras literárias. O primeiro livro, “Velhice e outros contos”, foi publicado em 1951. Ao lado de Eglê Malheiros, professora, ensaísta e escritora, e de outros intelectuais da Ilha de Santa Catarina, Salim Miguel criou o Grupo Sul, que revolucionou o meio cultural local com ideias que os modernistas já haviam disseminado nos anos de 1920 no centro do país.

 

O quê: Homenagem a Salim Miguel
Quando:
7/5, 16h30 às 19h
Onde: Museu da Escola Catarinense, rua Saldanha Marinho, 196, Centro, Florianópolis, tel. 48 3225-8658
Quanto:
Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade