Publicidade
Terça-Feira, 21 de Agosto de 2018
Descrição do tempo
  • 16º C
  • 11º C

Centro histórico agoniza

Florianópolis - 13/06/2018 07:06

Um fenômeno registrado em outras capitais e cidades históricas, como São Paulo, Rio de Janeiro e Santos, no litoral paulista, está se repetindo em parte do Centro Histórico de Florianópolis. Os comerciantes estão sendo expulsos da região pela falta de movimento e investimentos em melhorias. Foi cometido um erro, idêntico ao das cidades citadas. Quando o terminal Cidade de Florianópolis deixou de ser usado e não se encontrou uma forma de reaproveitá-lo, menos pessoas passaram a circular pelo lado Leste do Centro Histórico.

A falta de uma política também para a questão dos moradores de rua levou, então, uma verdadeira orda de andarilhos para a região, começando pelo entorno da Praça 15, passando pela região do Ministério do Trabalho, o antigo prédio da Escola Antonieta de Barros, até a avenida Hercílio Luz. Comerciantes tradicionais já perderam a esperança de ver o local revitalizado. Um a um, estão fechando as portas e o que se vê já é um festival de imóveis que ninguém quer alugar ou comprar. Em Santos, depois de décadas de abandono, a região do Porto e do Centro Histórico chegou a ser chamada de “Boca do Lixo”- cercada de prostíbulos, bares de baixo nível e traficantes de drogas.

Um amplo projeto de revitalização, com o restauro de prédios históricos, tão bonitos quanto os de Florianópolis, e a concessão de incentivos para que empresas colocassem escritórios na região resolveu o problema. É preciso reverter esse processo, que está em andamentro em Florianópolis. Colocar um projeto de revitalização em marcha, agora, com o envolvimento da iniciativa privada, será muito menos custoso, não só para a prefeitura, mas também para as próprias empresas que optarem por transferir seus escritórios para lá.

Publicidade
Publicidade