Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Zona Azul começa a funcionar no Estreito, em Florianópolis, nesta quinta-feira

Bairro é o primeiro da área continental a ter sistema de pagamento para estacionamento rotativo de vagas públicas

Felipe Alves
Florianópolis
13/09/2016 às 18H18

A partir desta quinta-feira, quem estacionar o carro em via pública no bairro Estreito terá que ficar atento às novas vagas da Zona Azul. Ao longo de 35 ruas, são mais de 1.000 vagas rotativas que custarão R$ 2 a hora para carros e R$ 1 a hora para motocicletas. O bairro é o primeiro da região continental a fazer parte do sistema rotativo de estacionamento, que é operado pela Dom Parking no Centro.

Zona Azul começa a funcionar no Estreito - Bruno Ropelato/ND
Zona Azul começa a funcionar no Estreito nesta semana - Bruno Ropelato/ND

Mudança divide opiniões

Quando a Dom Parking começou a operar em Florianópolis, no ano de 2014, estava previsto no edital a implantação da Zona Azul também nos bairros Trindade e Coqueiros. De acordo o secretário de mobilidade urbana da Capital, Vinicius Cofferri, a Zona Azul está sendo implantada no Estreito após um pedido de representantes da região, já a ampliação para Coqueiros e Trindade ainda está sendo discutida.

A mudança no sistema de estacionamento do Estreito divide opiniões. Em junho do ano passado, comerciantes se reuniram com entidades e prefeitura para pedir a instalação da Zona Azul. Para Sérgio Gouvêa, 43 anos, dono da lanchonete Sabor da Vida, na rua Santos Saraiva, é importante ter rotatividade nas vagas públicas. “As pessoas são avessas a mudanças, mas tem gente que deixa o carro pela manhã e só tira à noite, então quando um cliente quer vir aqui, fica difícil ter vagas”, diz. Além da rotatividade, ele aposta ainda em outra forma de atrair clientes. A lanchonete será o único ponto de venda credenciado da Zona Azul.

Para o cozinheiro Sidnei da Silva Borges, 42, a mudança trará transtornos. Todos os dias ele sai de Palhoça de carro e vai até o Estreito para trabalhar. “Agora terei que vir de ônibus, senão vou pagar muito caro em estacionamento”, conta.

 

Como funciona o sistema

Horários: de segunda a sexta das 8h às 18h. Sábado das 8h às 12h

Permanência: área azul = duas horas ou área branca = cinco horas

Tarifas: R$ 2/hora (automóveis) ou R$ 1/hora (motocicletas)

Área de abrangência no Estreito: ruas Henrique Boiteux, Valgas Neves, Secundino Peixoto, Fúlvio Aducci, Bernardino Vaz, Dr. Heitor Blum, Souza Dutra, Belmira Isabel Martins, Jardim Nossa Senhora de Fátima, Santos Saraiva, Tereza Cristina, Araci Vaz Callado, Prof. Antonieta de Barros, Afonso Pena, Manoel de Oliveira Ramos, Mal. Câmara, Álvaro Cardoso, João Cruz Silva, Santiago Dantas, Libia Cruz, Ursulina de Sena Castro, Mal. Hermes, Arnoldo Cândido Raulino, bolsão da Beira Mar Continental, Olavo Bilac, Raimundo Correia, Antônio Mattos Areas, Osvaldo Cruz, Antônio Gomes, São José, Santa Catarina, Batista Pereira, Tijucas, Pref. Tolentino de Carvalho e São Pedro

Formas de comprar: monitor da empresa (que circula pelas ruas), postos de venda espalhados pelo bairro, com aplicativo para celulares, pelo site www.minhavaga.com.br ou em débito automático na conta pré-paga

Informações: sac@domparking.com.br ou (48) 3028-5557.

Publicidade

4 Comentários

Publicidade
Publicidade