Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Youtube anuncia serviço com canais de TV paga por US$ 35

Assinantes terão acesso ao vivo aos principais canais de TV, com a possibilidade de gravar programas para assistir quando quiser

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
28/02/2017 às 19H38
Audiência não significa que o YouTube dê dinheiro para o Google - Reprodução/Youtube
YouTube entrou na disputa com as operadoras de TV a cabo norte-americanas - Reprodução/Youtube


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O YouTube entrou na disputa com as operadoras de TV a cabo norte-americanas ao anunciar o aplicativo YouTube TV, nesta terça-feira (28). O serviço será liberado nos próximos meses, segundo a companhia.

Por US$ 35 mensais, os assinantes do serviço terão acesso ao vivo aos principais canais da TV norte-americana, em um aplicativo instalado em smartphones e tablets. O valor dará direito a seis acessos. O serviço também inclui a possibilidade de gravar programas (na nuvem) para assistir quando quiser.

>> Usuários passam 1 bilhão de horas por dia no YouTube, diz Wall Street Journal

O lançamento é uma reação do YouTube a concorrentes como SlingTV (Dish), DirecTV Now (AT&T) e PlayStation Vue (Sony). Entre os canais que estarão no YouTube TV estão ABC, CBS, FOX, NBC, ESPN.

A assinatura do YouTube TV também dará acesso ao serviço por assinatura Red Original, de conteúdos exclusivos da empresa norte-americana.

Na segunda-feira (27), o "Wall Street Journal" noticiou que usuários do YouTube passam mais de 1 bilhão de horas assistindo a vídeos publicados no serviço. Essa audiência alcança a da TV americana, de 1,25 bilhão de horas, segundo estimativa da Nielsen.

No entanto, o serviço de vídeos da gigante Alphabet, dona do Google, não divulga se essa audiência já se converte em resultados financeiros positivos.

No Brasil, a oferta de conteúdo de TV por assinatura é restrita aos pacotes vendidos pelas operadoras. Os canais oferecem aplicativos para assistir sua programação pelo celular, mas a senha depende de uma assinatura de TV atrelada a grandes operadoras, como NET, Vivo e Sky.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade