Publicidade
Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

WhatsApp ajuda bombeiros a salvar vidas em Santa Catarina

Corporação usa aplicativo para localizar com mais rapidez quem necessita de ajuda

Colombo de Souza
Florianópolis
Eduardo Valente/ND
Tenente André Pratts usa o aplicativo para se comunicar com bombeiros e central 


Na hora do apuro, do imprevisto, o aplicativo WhatsApp Messenger é a opção segura e firme nos resgates de pessoas em iminente perigo. O programa permite enviar gratuitamente mensagens de textos, imagens, vídeos e outros arquivos usando a internet, por Wi-Fi, 3G ou 4G. E é essa ferramenta que o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina usa para localizar com mais rapidez quem necessita de ajuda.

O médico gaúcho José Veiga Sanhudo Veiga, surpreendido por um vento sul forte que virou o veleiro na costa da Ilha de Santa Catarina, foi resgatado graças ao WhatsApp e dá uma dica interessante: “levar sempre dois smartphones porque as baterias destes equipamentos duram pouco”. Quando ele precisou de ajuda disse que a bateria de seu celular tinha apenas 20% de carga. Enquanto socorro não chegava, ele desvirou o barco três vezes.

Inicialmente, Veiga ligou para a marina em Florianópolis. Não obteve êxito. Então, ele acionou o mecânico da lancha que o orientou a entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo 193. O atendente retornou a ligação para se certificar de que não era trote e depoisconfirmou a localização.


Outra dica do médico é fazer trilhas ou passeios de barco pela manhã ou início da tarde. “Caso ocorra algum acidente há mais tempo para ser socorrido. O aplicativo bússola dos smartphones, que informa a sua localização por meio das coordenadas, é uma excelente ajuda. Procure manter a calma e pensar no que você pode fazer de objetivo para sair da situação de risco”, ensinou.

O tenente BM André Pratts diz que a ferramenta foi utilizada em busca e salvamento pela primeira vez em Florianópolis no final da temporada, para resgatar um casal perdido na trilha do Costão da Barra da Lagoa. Escurecia quando houve a solicitação. “Clarice ligou para o 193 (Bombeiros) e o número do celular ficou gravado no identificador de chamadas”. A atendente, naquela tarde era a soldado Alice Fernandes. Ao cadastrá-la no sistema viu que Clarice tinha WhatsApp.

A soldado orientou Alice como indicar pelo WhatsAPP a localização, repassou a informação ao resgate e tranquilizou a turista para a chegada da equipe.

Compartilhar localização é importante

A soldado Alice Fernandes ressalta que a maioria dos usuários de telefones celulares mais modernos utilizam o WhatsApp para se comunicar com colegas de trabalho, amigos e familiares, mas poucos se dão conta da existência da funcionalidade que compartilha a localização do telefone com outros usuários do aplicativo.

Para o futuro o Corpo de Bombeiros poderá usar um outro aplicativo que está sendo desenvolvido pelo tenente Pratts. “A pessoa bate uma foto do local onde está e envia para a base. Por meio da imagem conseguimos localizar a pessoa perdida. Mas isto é apenas uma ideia que precisa ser trabalhada”, revelou.

O Corpo de Bombeiros também disponibiliza Twitter e Facebook, redes em que as missões são postadas em tempo real.

Confira os endereços eletrônicos do Corpo de Bombeiros e do Arcanjo – helicóptero usado nos salvamentos.

@C_B_M_S_C (neste twitter estão armazenas notícias institucionais).

@Arcanjo.01 (notícias operacionais)


@CBMCS193 (Sistema do Bombeiro)

Corpo de Bombeiros Militar De Santa Catarina (facebook)


CBMSC (Home page do Corpo de Bombeiros)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade