Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina divulga calendário de vacinação 2018

Entre as novidades estão a vacina contra febre amarela para crianças com 9 meses e a vacina meningocócica C conjugada para adolescentes

Redação ND
Florianópolis
10/01/2018 às 00H47

O calendário de vacinação da rede pública de Santa Catarina para 2018 já está disponível no site da DIVE (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) do Estado, contendo as mudanças anunciadas pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde. As vacinas são gratuitas e estão disponíveis nas salas de vacinação das unidades de saúde pública.

Entre as principais mudanças do calendário está a aplicação da vacina contra a febre amarela para crianças com 9 meses. A dose será aplicada em crianças nascidas a partir  de 2017, residentes em todo o território catarinense. Em relação à vacina contra a varicela, o Ministério da Saúde começa a disponibilizar a segunda dose para crianças de 4 até 6 anos de idade (6 anos, 11 meses e 29 dias). A vacinação nesta faixa etária busca aumentar a proteção do grupo alvo, prevenindo a ocorrência de surtos da doença, especialmente em creches e escolas. A primeira dose da varicela é aplicada aos 15 meses de idade.

Campanha de Multivacinação começa nesta segunda - Alberto Coutinho/GOVBA
Ministério da Saúde disponibiliza segunda dose da vacina contra a varicela para crianças de 4 até 6 anos de idade - Alberto Coutinho/GOVBA

Outra alteração no calendário é a vacina meningocócica C conjugada para adolescentes de 11 a 14 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias). Para este grupo, será aplicado um reforço ou a dose única, conforme o paciente. A intenção com essa mudança é proporcionar proteção direta, impedindo o risco de doença para os grupos etários, e também estender a proteção de pessoas não vacinadas.

“A expectativa é ampliar a proteção das crianças e adolescentes, além de diminuir o estado de portador, protegendo também a população de outras faixas etárias, diminuindo assim a população suscetível a essas doenças”, afirma Vanessa Vieira da Silva, a gerente de imunização da DIVE/SC. A disponibilidade das vacinas segue as recomendações do calendário e a situação vacinal encontrada para crianças, adolescentes e adultos. A imunização oferece total proteção contra as doenças, que podem ter curta duração ou evoluir para formas graves.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade