Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Vereador Lela renuncia a Secretaria de Cultura de Florianópolis

Vanderlei Farias, o Lela (PDT), disse não concordar com os projetos que interferem nos serviços públicos e nos direitos dos servidores

Michael Gonçalves
Florianópolis
22/01/2017 às 21H07

O vereador Vanderlei Farias, o Lela (PDT), entregou na sexta-feira (20) ao prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (PMDB), a carta de renúncia dos cargos de secretário de Cultura e de superintendente da Fundação Municipal de Esportes e da Fundação Franklin Cascaes. Eleito pelo segundo mandato consecutivo à câmara de vereadores, Lela foi convidado para participar da nova gestão municipal e não chegou a ficar um mês no poder executivo.

A justificativa do vereador é por não concordar com medidas que são contrárias aos interesses dos serviços públicos e, consequentemente, dos servidores. Ele foi exonerado no mesmo dia.

“Minha participação na Câmara sempre foi marcada pela defesa do serviço público e dos servidores. A cidade está quebrada não é de hoje, isso vem acontecendo ao longo dos anos. Quando fiz a coligação e a campanha do atual prefeito isso não estava nos planos. A ruptura com os servidores e a possível redução de direitos adquiridos durantes anos sem diálogo é inadmissível. Acredito que o prefeito Gean saberá recuar e negociar para encontrar uma solução viável para todos”, explica.

Vanderlei Farias, o Lela, não chegou a ficar um mês na pasta - Daniel Queiroz/Arquivo/ND
Vanderlei Farias, o Lela, não chegou a ficar um mês na pasta - Daniel Queiroz/Arquivo/ND


Lela tem conhecimento do pacote de projetos e defende a urgência na votação de alguns temas. Por outro lado, ele acredita que os servidores não podem pagar a conta pela má administração dos antigos gestores. O vereador acredita que é possível ter um serviço público de qualidade com a devida valorização dos servidores.

“Os projetos que interferem nos serviços públicos devem ter a apreciação com mais cautela, pois o processo legislativo deve ser valorizado a fim de se estabelecer um melhor resultado com participação e discussão dos temas. Serei amigo do governo sempre pronto para ajudar, um amigo que fala ‘espera, vamos dar tempo ao tempo’, ‘será que esse é o melhor caminho (?), será que não temos outra saída (?)’, ‘vamos construir as mudanças juntos?’ Porque quem sofre é a população carente, que depende das unidades de saúde e de educação”, justifica.

Antes de ser vereador, Lela foi presidente do Conselho Comunitário da Fazenda Rio Tavares e foi intendente do Campeche.

>> Confira a carta de renúncia do ex-secretário na íntegra: 

Carta de renúncia entregue ao prefeito Gean na sexta (20) - Reprodução
Carta de renúncia entregue ao prefeito Gean na sexta (20) - Reprodução



Publicidade

19 Comentários

Publicidade
Publicidade