Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Última chance de garantir imunização contra a gripe A, em Florianópolis, nesta sexta-feira

Aberta a toda a população da capital catarinense desde a última segunda (18), a procura pela vacina mais que dobrou nos últimos dias. Em Biguaçu, a liberação acontece a partir de segunda (25)

Michael Gonçalves
Florianópolis
21/06/2018 às 22H06

Termina nesta sexta-feira (22) a campanha de vacinação contra a gripe A, em Florianópolis, que desde a segunda (18) está aberta a toda a população. Desde quinta (21), os moradores da Capital realizam uma verdadeira corrida até as 49 unidades de saúde e a imunização já está em falta em alguns postos. Na unidade da Prainha, as vacinas terminaram no meio da tarde. Já no posto de saúde do Centro, a coordenadora Edla Gonzalez está surpresa com o aumento da demanda nos últimos dias. A gerente de vigilância epidemiológica, Ana Cristina Vidor, informou que as últimas doses da vacina contra a gripe influenza serão distribuídas aos postos na manhã desta sexta.

Município de São José prorroga campanha de vacinação da gripe até sexta (8) - Secom/PMSJ/Divulgação
A vacina contra a gripe A foi disponibilizada gratuitamente para toda a população da capital catarinense na última segunda (18) - PMSJ/Divulgação/ND


A vendedora Bruna dos Santos, 24, foi liberada do emprego para tomar o medicamento. “Tomei pela última vez há três anos, quando estava grávida. Infelizmente, se não fosse liberada na minha empresa não tomaria, assim, como acabei não aplicando na minha fila de três anos”, lamentou.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, o Paraná, a vacina está liberada para quem quiser até esta sexta (22) ou enquanto durar o estoque. A meta de Florianópolis é de vacinar 105,5 mil pessoas do grupo alvo, mas até a semana passada, foram vacinadas pouco mais de 75 mil pessoas.

“Algumas unidades foram reabastecidas ainda hoje (quinta) com o restante de doses que ainda dispúnhamos em estoque e podem sair algumas doses ainda amanhã (hoje) pela manhã. O município não será reabastecido e o estoque disponível está nas unidades”, afirmou a gerente da Vigilância Epidemiológica.

O secretário de Saúde lembra que só existe restrição à vacina para quem tem sensibilidade a ovo. Para se proteger da gripe A é importante incluir mais duas atitudes no dia a dia: lavar as mãos com frequência e evitar lugares com aglomeração de pessoas.

Horário de atendimento

Das 49 unidades de saúde, 12 estarão fechadas durante o jogo (farão o horário das 12 às 19h), que são: Costeira do Pirajubaé, Fazenda Rio Tavares, Pântano do Sul, Ribeirão da Ilha, Rio Tavares, João Paulo, Córrego Grande, Saco dos Limões, Coloninha, Coqueiros, Monte Cristo e Sapé. As outras atenderão normalmente nesta sexta-feira (22).

Os serviços de atendimento na Unidade de Pronto Atendimento Sul da Ilha – UPA Sul, da Unidade de Pronto Atendimento Norte da Ilha – UPA Norte, do SAMU e do Plantão da Vigilância em Saúde funcionarão normalmente. 

Movimento mais que dobrou nesta semana

Nesta semana, o movimento mais do que dobrou nas unidades de saúde. A distribuição de senhas no posto de saúde do Centro, na Avenida Rio Branco, precisou ser interrompida pelo excesso de interessados. “Somente quinta pela manhã vacinamos mais de 200 pessoas, isso representa mais do que o dobro da média das pessoas atendidas nos grupos prioritários. A procura está muito grande, apesar de ter recebido mais de 300 doses hoje (ontem)”, comentou a coordenadora do posto de saúde do Centro, Edla Gonzalez.

Quem não conseguiu tomar a vacina nesta quinta-feira foi a auxiliar de serviços gerais Rita de Cássia Pereira, 35, que estava acompanhada da filha Daphinye, de nove anos. Quando chegaram ao posto da Prainha, elas receberam a notícia que a vacinha tinha terminado. “Não gosto de tomar vacina e estou aqui por causa da minha filha. Se não chegar mais doses, a solução é tomar os cuidados para não ficar gripada”, contou a moradora do Morro do Mocotó.

Na região

Em Biguaçu – A Secretaria Municipal de Saúde informou que a vacina contra a gripe A estará disponível para a toda a população a partir da próxima segunda-feira (25) e até durar o estoque;

Em São José – A prefeitura informou que está com poucas vacinas, porque superou a meta do Ministério da Saúde com a vacinação de 103,44% do público alvo durante a campanha. Vacinas disponíveis apenas para os grupos prioritários;

Em Palhoça – Vacinas disponíveis apenas para os grupos prioritários.

Quem são os prioritários

Crianças entre seis meses e cinco anos; Gestantes; Puérperas (até 45 dias após o parto); Trabalhadores da saúde; Povos indígenas; Professores do ensino infantil, fundamental e médio e de universidades públicas e privadas; Indivíduos com 60 anos ou mai; Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, sob medida socioeducativas; População privada de liberdade; e Funcionários do sistema prisional. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade