Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

UFSC faz consulta pública para melhorar condições dos ciclistas no campus Florianópolis

Questionário pode ser preenchido até o final do mês de agosto; universidade quer conhecer os hábitos e as reclamações de atuais e futuros ciclistas

Dariele Gomes
Florianópolis
17/08/2017 às 08H52

Quem se desloca de bicicleta para o campus da UFSC (Universidade Federal de Santa Catariana), no bairro Trindade, em Florianópolis, e preciso circular por lá, tem que dividir os espaços com motociclistas, motoristas e pedestres. Desde 2012, a universidade pensa em melhorar o espaço do campus para dar mais condições para quem utiliza a bicicleta como transporte, e incentivar possíveis novos ciclistas.

Paulo Rogério utiliza a bicicleta para ir à UFSC - Daniel Queiroz/ND
A UFSC pensa, desde 2012, em melhorar os espaços para quem circula de bicicleta pelo campus da Trindade - Daniel Queiroz/ND



Desde o dia 31 de julho, a Coplan (Coordenadoria de Planejamento) da UFSC faz uma pesquisa sobre o uso de bicicletas no campus, com a finalidade de elaborar estudos e futuramente um projeto para a construção de uma ciclovia. O questionário "Onde andas de bike na UFSC" pode ser preenchido no site da universidade (ufsc.br) até o final de agosto.

A responsável técnica pela pesquisa, engenheira civil Carolina Cannella Peña, destaca a importância do preenchimento do questionário. “Precisamos saber o que falta, quais são os locais que eles mais circulam aqui dentro e descobrir o porquê, e aquele que tem interesse de vir de bicicleta ainda não vem”, diz.

O estudante de direito Paulo Rogério Venâncio dos Santos, 29 anos, morador do Itacorubi, preencheu o formulário e destaca que uma condição melhor de circulação aumentaria o número de ciclistas. “Levo 20 minutos para vir de casa até a universidade. Acredito que a circulação organizada dentro do campus incentivaria mais pessoas a virem estudar ou trabalhar de bicicleta. O maior problema ainda é no trajeto até aqui, não há mobilidade nenhuma para os ciclistas. É perigoso”, afirma.

Habituada a utilizar o transporte coletivo para se deslocar de Capoeiras para a UFSC, a estudante de engenharia de aquicultura Alessa Marri, 20, diz ser interessante o investimento nesse meio de transporte, com tanto que haja estrutura para isso. “Tem uma galera que tem interesse em utilizar a bicicleta como meio de transporte, mas fica insegura pela falta de estrutura tanto nas ruas como aqui. Tenho certeza que com melhorias o número de pessoas que vão aderir à bike como transporte será bem maior”, diz.

Dados vão mostrar o cenário do campus, diz engenheira

Conforme a engenheira Carolina Cannella Peña, até esta quarta-feira (16) o questionário havia sido preenchido por 730 pessoas. Ela reforça a importância da participação. “Esses dados vão nos mostrar o cenário do campus da UFSC em relação à circulação e pontos de acesso. Temos um projeto elaborado em 2012, porém a realidade e o cenário mudaram, precisamos saber a situação hoje, melhorar o planejamento ou até mesmo fazer um novo”, destaca. Carolina informa que ainda não há datas definidas, nem para a conclusão dos estudos, nem para a elaboração do projeto.

Na estruturação do questionário, ela viu a necessidade, de forma prática, que o usuário sinalize qual o trajeto que ele circula ou circularia dentro do campus. Por isso, na pesquisa, em um mapa ele pode marcar o trajeto de interesse. Carolina enfatiza ainda que atualmente há 57 bicicletários no campus, com 774 vagas.

O questionário pode ser acessado no link.

Qualificação de ciclovias e calçadas

Sobre a mobilidade urbana no campus da UFSC, o Ipuf (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis) informou por meio da assessoria de imprensa que além do projeto do corredor viário com o BRT, haverá qualificação de ciclovias e calçadas fechando o entorno do maciço do Morro da Cruz. O instituto ainda explicou que estão sendo montadas bases para o plano de mobilidade e ampliação significativa do modal bicicletas. Um dos casos que está sendo avaliado é a requalificação da rua Lauro Linhares, na Trindade.

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade