Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Turistas de férias em Florianópolis procuram a região Central como opção para hospedagem na ilha

Entre os motivos estão a possibilidade de se deslocar com mais facilidade por diferentes regiões e praias da cidade e o acesso mais amplo aos serviços

Letícia Mathias
Florianópolis

Ana Souza, 30, tomou a decisão de passar as férias em Florianópolis no ano passado, junto com André Fortuna, 29, e a portuguesa Margarida Pacheco, 54, mas não queria ficar em uma única região da cidade e sim explorar a maior quantidade de locais possíveis da Ilha. Por causa disso, escolheram se hospedar no Centro da Capital. Apesar de as praias serem as principais atrações durante a temporada, há quem prefira trocar os hotéis nos balneários para viver toda a cidade.
O grupo veio de São Paulo e chegou à Capital de carro, na quarta-feira.

Rosane Lima/ND
Férias. Os amigos Ana, Margarida e André aprovam a hospedagem

Além de conhecer as praias e as belezas naturais da Ilha, os amigos se interessaram em conhecer a cultura local e, principalmente, da região Sul, onde predomina a colonização açoriana que Margarida conhece bem. Ela é de Ponta Delgada, no arquipélago de Açores, em Portugal. “Não queríamos ficar em uma praia só, e estando no Centro o deslocamento é mais fácil. Temos mais liberdade e flexibilidade para ir onde quisermos”, apontou Ana.

Situação diferente da vivida por um casal que veio de Cruzeiro, interior de São Paulo. Simone de Carvalho Sousa, 37 e Rodrigo de Avelar Silva, 35, ficaram no Centro por falta de opção nas praias. Deixaram para reservar o hotel na última hora e não conseguiram vaga mais perto dos balneários. Apesar disso, aprovaram a estada. “Facilitou para fazer compras, porque estamos no meio do comércio e também perto dos shoppings. Ainda assim, na próxima vez queremos ficar mais tempo e mais pertinho da praia”, disse Simone.

Ocupação menor

A ocupação no fim de ano foi atípica em todas as regiões da cidade e aquém do esperado, mas ainda assim o Centro teve o maior crescimento em relação aos balneários. De acordo com o levantamento feito pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Florianópolis, o fim de 2014 e começo deste ano tiveram queda na taxa de ocupação de maneira geral.

Durante o feriado de Natal, nas praias a taxa diminuiu em cerca de 10%, enquanto no Centro esse número chegou a 13% de crescimento em relação a 2013.  No período entre 31 de dezembro e 4 de janeiro, os números gerais diminuíram em 8,8%. Na região central, a queda foi de 9% e nas praias de 10%.

O sindicato não aponta um motivo específico para a redução. O clima instável e os problemas de mobilidade estão entre as suposições da entidade. Mas sobre as razões para o movimento maior no Centro, os turistas alegam a relação custo/benefício – alguns hotéis oferecem pacotes mais baratos do que aqueles em balneários com estrutura semelhante – e a quantidade de serviços e comércio disponíveis.

Mais fácil para conhecer outros balneários

O grupo de amigos que chegou a Florianópolis na segunda-feira preferiu o Centro pela facilidade de locomoção e preço. O professor Michel Lorin, 33, contou que está aproveitando os balneários, mas sentiu falta de informações turísticas no Centro. 

Eles conheceram a praça 15 de Novembro e a Catedral por estarem em um hotel próximo. “Sei que Florianópolis tem um patrimônio histórico e cultural interessante, mas parece que fica escondido. Para conhecer tem que garimpar”, pontuou.

O gerente de um hotel no Centro, Fabiano Januário,  disse que a procura aumentou 15% em relação à ultima temporada. Segundo ele, os turistas estrangeiros do Mercosul diminuíram, porém, vieram mais brasileiros e europeus. Em outubro, as reservas para o Ano-Novo estavam esgotadas e a ocupação da primeira quinzena de janeiro fechou no fim de novembro. “O foco sempre é praia, mas deixamos os preços mais atrativos com descontos maiores para quem fechava com antecedência e tivemos poucos cancelamentos”, garantiu.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade