Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Teste de insuflador de fumaça é utilizado pela primeira vez, em Florianópolis

Aparelho com fumaça atóxica ajuda a identificar redes de esgoto conectadas de forma errada

Redação ND
Florianópolis
17/07/2018 às 20H04

Por meio do “teste de fumaça”, a Casan tenta identificar ligações irregulares na rede de esgoto em Florianópolis. Nesta terça-feira (17), inspetores da companhia estiveram no bairro Coqueiros, região continental da Capital. De acordo com a empresa, todas as áreas da cidade passarão por esse processo para identificação de irregularidades, uma vez que agora a Casan tem equipamento próprio e não há mais a necessidade de montar processo licitatório para contratar empresas de fora do Estado especializadas para a realização do serviço. 

Insuflador de fumaça localiza ligações irregulares de esgoto - Casan/Divulgação/ND
Insuflador de fumaça localiza ligações irregulares de esgoto - Casan/Divulgação/ND


O engenheiro Daniel Crippa, da Gerência de Políticas Operacionais da Casan, explicou que quando chove muita água da chuva vai para a rede de esgoto. O  insuflador de fumaça permite, através de fumaça não tóxica, a identificação dessas redes de esgoto conectadas de forma errada, ligações cruzadas entre as redes de drenagem pluvial (de água da chuva) e de esgoto, a existência de poços de visita, e os imóveis também conectados à rede de esgoto.

Essa não é a primeira vez que o teste de fumaça é utilizado na Capital. A Casan já recorreu ao teste em 2016, quando conseguiu identificar mais de 80 grandes ligações fora dos padrões, afetando diretamente o rio do Brás e causando poluição na praia de Canasvieiras. Todas as ligações clandestinas foram lacradas, iniciando assim o processo de recuperação ambiental de toda aquela área, que se refletiu inclusive na melhora da balneabilidade da praia.

Publicidade

6 Comentários

Publicidade
Publicidade