Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Terremoto no sul do Peru e deixa ao menos um morto e dezenas de feridos neste domingo

Tremor teve magnitude 7.1, com epicentro no Oceano Pacífico, a 40 km da cidade de Acari, no departamento de Arequipa

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
14/01/2018 às 19H45

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um terremoto atingiu o sul do Peru neste domingo (14) deixando ao menos um morto e dezenas de feridos.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, o tremor teve magnitude 7.1, com epicentro no Oceano Pacífico, a 40 km da cidade de Acari, no departamento de Arequipa.

A governadora de Arequipa, Yamila Osorio, disse nas redes sociais que um homem de 55 anos morreu na cidade de Yauca atingido por uma pedra e 20 pessoas estão feridas na cidade de Chala.

As autoridades voltaram atrás sobre o segundo morto e os desaparecidos em mina.

Inicialmente, Jorge Chavez, chefe da Defesa Civil do Peru, disse em entrevista a uma rádio local que a segunda morte ocorreu na cidade de Bella Union. A Defesa Civil fala em 65 pessoas feridas.

O ministro da Saúde peruano havia dito que 17 pessoas estavam desaparecidas após o colapso de uma mina ilegal, devido ao tremor, em Chala.

O presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, viajou à região atingida. "Neste momento, saímos de Marcona e nos dirigimos a Acarí e Chala (Arequipa), zonas zonas pelo terremoto nesta madrugada para verificar a magnitude dos danos e enviar a ajuda humanitária correspondente", anunciou em uma rede social.

Segundo a presidente do Conselho de Ministros do Peru, Mercedes Araóz, "todo o Estado está mobilizado para atender as necessidades de familiares de falecidos e feridos. Irmãos do sul, vocês não estão sozinhos!", escreveu em uma rede social.

Segundo o Itamaraty, não há, até o momento, registro de brasileiros entre as vítimas. Em nota, o Ministério de Relações Exteriores se referiu a duas mortes no episódio.

"O governo brasileiro tomou conhecimento, com consternação, do terremoto que atingiu a região sul do Peru no dia 14 de janeiro, que causou ao menos duas mortes e deixou grande número de feridos. Aos transmitir suas condolências aos familiares dos falecidos, o governo brasileiro manifesta sua solidariedade às populações afetadas e ao governo do Peru", disse o Itamaraty.

O Itamaraty disse acompanhar a situação por meio da embaixada do Brasil em Lima e da Divisão de Assistência Consular (DAC) em Brasília.

Muitas cidades estão sem eletricidade e estradas foram danificadas.

O papa Francisco, que chega na segunda (15) ao Chile, deve ir ao Peru na quinta (18).

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade