Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Taxistas protestam contra arquivamento de projeto que regulamenta Uber em Florianópolis

Membros da categoria se manifestaram no Centro após o prefeito Gean Loureiro retirar o projeto de lei

Gustavo Bruning
Florianópolis
07/06/2017 às 18H08

Após o prefeito Gean Loureiro (PMDB) pedir o arquivamento do projeto que trata sobre a regulamentação dos serviços de transporte privado de passageiros, como o Uber, taxistas que estavam na Câmara de Florianópolis se mobilizaram no Centro da cidade na tarde desta quarta-feira (7). Por volta das 17h, o grupo protestou próximo à Praça 15 de Novembro, incendiando uma camiseta da categoria e um pneu.

Taxistas protestaram no Centro de Florianópolis nesta quarta-feira - Juan Todescatt/TV Catarina/Divulgação/ND
Taxistas protestaram no Centro de Florianópolis nesta quarta-feira - Juan Todescatt/TV Catarina/Divulgação/ND


Segundo Nilton Prates, vice-presidente do Sinditaxi (Sindicato dos Taxistas de Florianópolis e Região), o protesto localizado foi para mostrar a revolta dos taxistas com o descaso da prefeitura em relação aos profissionais. “Nesse momento nós nos sentimos traídos. O serviço de táxi é um serviço da prefeitura, e o que foi feito [o arquivamento do projeto que regulamenta o Uber] é inaceitável”, afirma.

>> Polêmica sobre regulamentação do Uber volta à tona em Florianópolis

Ainda de acordo com Nilton, que classifica a situação como “crítica”, os taxistas estão revoltados pois o prefeito nem mesmo consultou a categoria antes de retirar o projeto de lei. “O Uber está funcionando há nove meses na cidade sem recolher impostos, como se a situação do caixa da prefeitura permitisse isso”, declara o vice-presidente do Sinditaxi.

Apesar de alguns taxistas ainda estarem na Câmara por volta das 17h30, a mobilização no Centro de Florianópolis já havia sido dispersa. A partir desta quinta (8), conforme Nilton, a categoria definirá estratégias e discutirá novas manifestações.

O sindicato, em correspondência enviada à administração municipal no dia 22 de maio, defendeu a aprovação da regulamentação do Uber como foi elaborada pelo Executivo, sem as emendas apresentadas até agora.

Conforme o secretário da Casa Civil, Filipe Mello, a prefeitura deseja aprovar um projeto de regulamentação que dê segurança ao usuário e aumente a arrecadação do município. A prefeitura, segundo ele, acompanha o projeto que tramita no Senado e irá criar uma comissão técnica para apresentar uma nova proposta em até 45 dias. 

Manifestação já havia sido dispersada às 17h30 - Juan Todescatt/TV Catarina/Divulgação/ND
Manifestação já havia sido dispersada às 17h30 - Juan Todescatt/TV Catarina/Divulgação/ND



Publicidade

15 Comentários

Publicidade
Publicidade