Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Homem que estuprava mulheres na picape S10 em Florianópolis é preso preventivamente

O suspeito está recolhido na ala do Presídio Masculino de Florianópolis, destinada a acusados de violências doméstica e sexual

Colombo de Souza
Florianópolis
13/04/2018 às 18H07

Tarado praticava os crimes na S10 cinza - Divulgação/ND
Tarado praticava os crimes na S10 cinza - Divulgação/ND



Um homem de 38 anos, investigado em duas ocorrências de estupro, foi preso preventivamente nesta sexta-feira (13) e conduzido para uma ala especial do Presídio Masculino de Florianópolis destinados a acusados de violências doméstica e sexual. De acordo com o delegado da Dpcami (Delegacia de Proteção a Criança Adolescente Mulher e Idoso) Paulo Caixeta Braga Junior, o suspeito praticava os crimes na picape S10 cinza.

Um dos estupros ocorreu no dia 17 de janeiro. “Na ocasião, o investigado, que dirigia uma caminhonete S10 cinza, ofereceu carona a uma mulher de 27 anos que pretendia dirigir-se à Lagoa da Conceição. Durante o trajeto, o criminoso ofereceu entorpecentes à vítima, que negou. Ao perceber que o motorista seguia sentido Norte da Ilha, ela solicitou que fizesse o retorno. Nas  proximidades do Floripa Shopping, ele estacionou o veículo na rua José Pereira dos Anjos onde consumiu cocaína e passou a assediar a passageira”, disse o delegado.

Diante da negativa da vítima, o estuprador ameaçou-a com um martelo. "Mas a jovem resistiu, conseguiu fugir pela janela do carro e pediu socorro", ressaltou o Paulo Caixeta. No curso do inquérito policial, o delegado descobriu que G.D.S. teria sido preso no dia 29 de janeiro de 2018 pelo crime de estupro em circunstâncias absolutamente semelhantes ao delito sob investigação, inclusive com a utilização do mesmo veículo.

Contudo, no dia oito de fevereiro, menos de um mês, ele foi solto.  O delegado acredita que G.D.S. que é casado, tenha praticado outros crimes. Se além destas duas vítimas existirem outras, o policial pede que elas compareçam a Dpcami, localizada no bairro Agronômica.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade