Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Suspeito de matar estudante em boate de Florianópolis será interrogado nesta segunda-feira

Leonardo dos Passos Pereira é acusado de matar o estudante da UFSC Diogo Cuiabano de Medeiros

Colombo de Souza
Florianópolis

O operador de máquinas Leonardo dos Passos Pereira, 21, suspeito de matar o estudante de engenharia da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) Diogo Cuiabano de Medeiros, 25, em uma casa noturna de Florianópolis, será interrogado nesta segunda (9) na Vara do Tribunal do Júri, em Florianópolis. Leonardo está preso em Lages e será ouvido a partir das 14h pelo juiz Marcelo Meireles.  O crime ocorreu na madrugada de sábado. Leonardo está na Central de Triagem da Trindade, à disposição da Justiça. 

RICTV/Reprodução/ND
Leonardo dos Passos Pereira é acusado de matar o estudante da UFSC

 

O crime ocorreu dentro do banheiro da boate e foi presenciado por um  funcionário da limpeza. De acordo com depoimento da testemunha ao delegado de plantão da Central da Capital, Nilton Cesar da Silva, o estudante saía do banheiro quando Leonardo estava entrando. O funcionário relatou que Leonardo bateu propositadamente no ombro de Diogo. O estudante estava com uma garrafa de cerveja long neck na mão, sorriu e pediu desculpas a Leonardo. 

Ainda conforme o funcionário da limpeza, Leonardo deu um tapa na garrafa, que caiu e quebrou. O estudante, então, retornou ao banheiro para evitar a discussão e foi puxado pela camisa. “Quando Diogo se virou foi atingido por um caco de vidro no pescoço”, contou o funcionário da casa.

Leonardo foi preso em flagrante. Em seu depoimento, na Polícia Civil ele disse que Diogo tinha algo nas mãos e que tentou atirar o objeto sobre ele. Por isso, ele se sentiu ameaçado e o golpeou com um copo de vidro no rosto. Após prestar depoimento, ainda no sábado de manhã, Leonardo foi levado a Central de Plantão Policial e no domingo foi transferido para a Central de Triagem da Trindade. A vítima foi sepultada no Rio de Janeiro.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade