Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Soldado do 16º BPM reage a assalto e atinge agressor com vários tiros em Palhoça

Carro do PM foi fechado no bairro Passa Vinte por uma motocicleta ocupada por dois assaltantes

Colombo de Souza
Florianópolis
28/02/2018 às 20H52
Motocicleta, com dois criminosos, fechou o carro de PM - Divulgação/ND
Motocicleta com dois criminosos fechou o carro de PM - Divulgação/ND

Um policial do 16º BPM (Batalhão da Polícia Militar) de Palhoça que estava de carro com a namorada reagiu ao assalto no bairro Passa Vinte efetuando vários disparos de arma de fogo no suspeito, mais tarde identificado por Jânio de Souza Medeiros Júnior, o Juninho, com várias passagens policiais. Apesar de ferido e caído ao lado do carro, Juninho ainda atirava na janela do veículo onde estava a namorada do soldado. Após dominar o agressor, o PM chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Juninho foi levado para o Hospital Regional de São José. O estado de saúde dele é crítico.

No depoimento na delegacia de Palhoça, o PM contou que levava a namorada para casa quando teve o carro fechado por uma motocicleta ocupada por dois homens na rua Prefeito Reinoldo Alves. Ambos armados, vieram em direção ao veículo do policial apontando a arma e ameaçando: "perdeu-perdeu". Temendo pela vida da namorada, o PM sacou a pistola e de dentro do carro efetuou um disparo na direção dos agressores. Um deles correu, mas Juninho atirou na janela onde estava a namorada do soldado. Ela não foi atingida. Depois deu a volta pela frente do veículo para acertar o PM, mas a arma engasgou.

Neste momento, o soldado teria efetuado mais disparos atingindo Juninho. Mesmo caído, o assaltante ainda continuava atirando. O soldado reagiu e conseguiu dominar o agressor até a chegada do Samu. Guarnições do 16º BPM também foram para o local na tentativa de capturar o segundo suspeito. Porém,  não obtiveram êxito. De acordo com a polícia, Juninho é extremamente violento. Contra ele tramitam na Polícia Civil 31 boletins de ocorrência por furtos, roubos porte ilegal de arma de fogo, posse de drogas e outros delitos. Ele está sob escolta policial no hospital.  

 

Publicidade

10 Comentários

Publicidade
Publicidade