Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Sobe para 37 número de mortes causadas pelas gripes A e B em SC

Maior parte de mortes é de pessoas que estavam dentro do grupo de risco e que poderiam ter recebido a vacina

Redação ND
Florianópolis
02/08/2018 às 20H47

Um novo informe epidemiológico da Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina), divulgado nesta quinta-feira (2), mostra que subiu para 37 o número de pessoas que morreram devido a implicações das gripes A e B em Santa Catarina neste ano. O relatório, que abrange dados referentes até esta quarta (1), ainda destaca que 268 dos 359 casos confirmados de SRAG (síndrome respiratória aguda grave) evoluíram para a cura.

Vacinação contra o vírus influenza é aberta a toda a população em Florianópolis - Marcelo Camargo/Agência Brasil/Divulgação/ND
Meta do Governo Federal de vacinação contra o vírus influenza foi atingida em Santa Catarina - Marcelo Camargo/Agência Brasil/Divulgação/ND


A quantidade de mortes causadas pela SRAG por influenza se aproxima de 39, número registrado ao longo de todo o ano de 2017. Das mortes registradas neste ano, 18 ocorreram devido à influenza A (H1N1)pdm09, enquanto 15 tem como causa o subtipo A (H3N2). Duas mortes ainda estão com a subtipagem em andamento, outra foi considerada encerrada por vínculo epidemiológico e uma última ocorreu em função da influenza B.

Segundo a gerente de imunização da Dive/SC, Vanessa Vieira da Silva, a maior parte dessas mortes é de pessoas que estavam dentro do grupo de risco e que poderiam ter recebido a vacina durante a recém-concluída campanha de vacinação. Santa Catarina atingiu 91% do público alvo vacinado, atingindo a meta do Governo Federal.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade