Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Simulação de suicídio na Colônia Penal de Palhoça é desvendada pela Polícia Civil

Ordem para assassinato de um homem de 51 anos teria partido de outra unidade prisional em Santa Catarina

Redação ND
Florianópolis
28/03/2018 às 12H19
Colônia Penal Agrícola de Palhoça - Polícia Civil/Divulgação
Crime ocorreu na Colônia Penal Agrícola de Palhoça - Polícia Civil/Divulgação


A simulação de um suicídio na Colônia Penal Agrícola de Palhoça foi desmascarada pela DIC (Divisão de Investigação Criminal) do município, em conjunto com o núcleo de inteligência do Deap (Departamento de Administração Prisional). Segundo a Polícia Civil, a farsa ocorreu para ocultar um homicídio qualificado. O crime ocorreu em 12 de março.

No início desta semana, a DIC recebeu da Justiça, após representação, três mandados de prisão temporária por homicídio qualificado. A vítima, Adir Antunes Fernandes, 51 anos, foi encontrada enforcada com uma corda, pela manhã, no interior de uma das celas da unidade penal.

“Os autores buscavam a impunidade e, para tanto, simularam que a vítima havia praticado suicídio no interior da cela”, disse a delegada Raquel Freire.

Ainda conforme a Polícia Civil, o homem foi morto após ordem de presos detidos no Complexo de São Pedro de Alcântara. Um dos mandados cumpridos foi em desfavor de um detento alocado na unidade de onde teria partido essa ordem. Além do homicídio, os acusados irão responder por compor organização criminosa.

Celulares e manuscritos foram apreendidos e passam a integrar o inquérito policial que apura os fatos. Os presos envolvidos na morte fazem parte de lideranças de facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios catarinenses.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações continuam e os trabalhos indicam que outros envolvidos ainda serão identificados.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade