Publicidade
Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Símbolo de devoção, Procissão do Senhor dos Passos traz histórias que superam a religião

A festividade será realizada neste final de semana em Florianópolis e deve reunir cerca de 60 mil fiéis

Redação ND
Florianópolis
17/03/2018 às 14H45

A maior e mais antiga manifestação religiosa do Sul do país será realizada neste fim de semana em Florianópolis. A 252ª edição da Procissão do Senhor dos Passos reunirá cerca de 60 mil fiéis no Centro da Capital no sábado e domingo, movimentando o turismo religioso. Para isso, a Guarda Municipal e a Polícia Militar promovem alterações no trânsito (veja mapas no final da matéria). A procissão, realizada anualmente sempre 15 dias antes da Páscoa, começou em 1766, dois anos depois de uma embarcação com destino a Rio Grande (RS) ter atracado na Ilha do Desterro trazendo a imagem baiana de Senhor Jesus dos Passos. Por uma vontade divina, assim acreditaram os católicos da Ilha, a vinda por engano da escultura que rememora o sofrimento de Jesus Cristo crucificado, se tornou símbolo de devoção. A imagem é atribuída ao escultor baiano Francisco das Chagas.

Procissão do Senhor dos Passos é realizada sempre 15 dias antes da Páscoa - Flávio Tin/ND
Procissão do Senhor dos Passos é realizada sempre 15 dias antes da Páscoa - Flávio Tin/ND




A festividade também é marcada por muitas histórias de fé que transcendem a religião. Uma delas é do cabeleireiro Aílton Hipólito, que há 30 anos recebeu um pedido inesperado: precisava arrumar uma peruca especial, que trazia consigo fé e devoção para milhares de fiéis.

Após a forte chuva na procissão de 1987, Hipólito recebeu o pedido de trazer novamente vida para aqueles nobres fios da imagem do Senhor dos Passos. “Lembro como se fosse hoje. Tinha dado uma chuva muito forte e o cabelo ficou muito bagunçado. Essa minha amiga e cliente trouxe então a peruca para que eu arrumasse os cachos. Me senti muito honrado, nunca imaginei que tocaria nos cabelos do Senhor dos Passos, ainda mais com tamanha responsabilidade”, relembra.

Aos 71 anos, o cabeleireiro conta que desde muito pequeno acompanhava com a família a tradição do Senhor dos Passos e, mesmo seguindo outra religião, nunca deixou de admirar a história e as bênçãos atribuídas ao santo. “A fé é indescritível e rompe qualquer barreira, une povos e credos, independente da religião. Nestes 30 anos como cabeleireiro do Senhor dos Passos já conheci muitas pessoas que tiveram graças alcançadas, outras que perderam entes queridos, mas que nunca deixaram de renovar sua fé no poder do Senhor dos Passos”, disse.

Trabalho especial

Aílton Hipólito pretende continuar cuidando da peruca da imagem do Senhor dos Passos até quando suas mãos permitirem os delicados traços que o cabelo exige. “É realizado todo um trabalho especial, da lavagem, secagem e recolocação da peruca, para que os cachos mantenham a sua naturalidade e resistam mesmo quando ocorrem as intempéries. O mesmo é feito com o cabelo de Nossa Senhora das Dores. Mãe e filho todos os anos recebem um tratamento especial que os fiéis merecem”, contou.

Alterações no trânsito

A Guarda Municipal e Polícia Militar farão fechamento de ruas para garantir o bom andamento do cortejo e a segurança dos fiéis. Neste sábado, o trânsito será interrompido a partir das 8h nas ruas que integram o trajeto da Procissão do Carregador: ruas Menino Deus, Bulcão Viana, Tiradentes, Ilhéus e Tenente Silveira (no trecho em frente à Catedral). Após o cortejo, que deve durar em torno de 45 minutos, o trânsito será liberado.

À tarde, a partir das 18 horas, o trânsito será interrompido novamente nas ruas que fazem parte do percurso da Procissão da Transladação das Imagens do Senhor Jesus dos Passos e da Nossa Senhora das Dores. O trajeto é similar ao da Procissão do Carregador. No domingo, às 6h, as ruas Tiradentes e Bulcão Viana serão fechadas para que os fiéis façam a confecção dos tradicionais tapetes, decorados com motivos religiosos.

PROGRAMAÇÃO
Procissão do Senhor dos Passos 2018

Sábado

7h30: Procissão do Carregador

18h: Missa na Capela Menino Deus em honra do Senhor Jesus dos Passos

20h: Transladação das imagens - são levadas no sábado à noite para a Catedral, onde ficam até a tarde de domingo, quando ocorre a cerimônia da procissão.

Domingo

9h30: Missa na Catedral Metropolitana com a participação do Senhor Jesus dos Passos. Celebrante: Dom Wilson Tadeu Jonck, arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis

16h: Procissão do Senhor Jesus dos Passos. Pregador: Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida (SP)

. - Editoria de Arte ND
 Editoria de Arte ND

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade