Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Sete manifestantes infiltrados são presos em bloqueios de rodovias, diz ministro

Suspeitos foram detidos por ação criminosa e houve a necessidade de emprego de força pela PRF e Forças Armadas, disse ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional

Folha de São Paulo
Brasília (DF)
29/05/2018 às 14H25

GUSTAVO URIBE E TALITA FERNANDES

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Sérgio Etchegoyen, informou que sete pessoas infiltradas na paralisação dos caminhoneiros foram presas no Maranhão. Segundo ele, elas foram detidas por ação criminosa e houve a necessidade de emprego de força pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) e pelas Forças Armadas também no Piauí e no Acre.

O ministro fez a declaração após reunião, no Palácio do Planalto, de acompanhamento da situação da crise de desabastecimento de combustíveis e de alimentos.

De acordo com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, as paralisações que ainda ocorrem não são motivadas por reivindicações da categoria, mas por protestos de caráter político. "As manifestações políticas estão acontecendo em núcleos urbanos. Então, temos de tratar e estamos tratando desse assunto para não obstruir as conversas com os caminhoneiros", disse.

Segundo ele, o cenário desta terça-feira (29) é melhor que o da segunda-feira (28), com a redução do número de bloqueios nas rodovias. Padilha disse ainda que a previsão do governo federal é de que um desconto de R$ 0,46 no preço do óleo diesel chegue até o final desta semana nas bombas dos postos de gasolina.

A redução foi a principal concessão feita pelo presidente Michel Temer para tentar encerrar paralisação nacional dos caminhoneiros, que chegou ao seu nono dia nesta terça-feira (29). "Nós garantimos a redução de R$ 0,46 do óleo diesel e isso deve acontecer no curso desta semana", afirmou.

>> No 9º dia de greve, governo trabalha com "infiltrados" e caminhoneiros esperam acordo
>> AGORA EM SC: De serviços parados a comboios; acompanhe as atualizações da greve desta terça-feira

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade