Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

"Será um ambiente de transformação social", diz presidente do TRE-SC sobre eleições 2018

Presidente do órgão participou de evento com a RICTV e o ND sobre os desafios das eleições deste ano

Redação ND
Florianópolis
11/08/2018 às 12H09

Mudanças no financiamento das campanhas, período mais curto para propaganda eleitoral e o desafio de como lidar com as fake news. Em evento com a participação de todas as praças da RICTV Record Santa Catarina e do jornal Notícias do Dia, na manhã deste sábado (11), o presidente do TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina), desembargador Ricardo José Roesler, destacou que as eleições deste ano ocorrerão em um ambiente de “transformação social”. Participaram ainda Àlvaro Sampaio, secretário de Tecnologia, Renata Favere, secretaria da Corregedoria, Daniel Sell, secretário Judiciário, e Ana Patricia Petrelli, assessora de comunicacao social. 

O intuito do evento foi esclarecer dúvidas sobre a cobertura do processo eleitoral deste ano, que traz consigo tanto mudanças na forma como se faz as campanhas dos candidatos, quanto na disseminação de notícias falsas nas redes sociais. “As fake news podem derreter uma candidatura”, observou Roesler.

Presidente do TRE-SC, Ricardo José Roesler participou de evento com a RICTV e ND - Felipe Alves/ND
Presidente do TRE-SC, Ricardo José Roesler participou de evento com a RICTV e ND - Felipe Alves/ND


Em Santa Catarina, as eleições deste ano - que irão escolher presidente, senadores, governadores, deputados federais e deputados estaduais – contarão com 5 mil eleitores. Os votos ocorrerão em 16 mil urnas eletrônicas, espalhadas por todo o Estado. O total gasto no processo local será de R$ 4,89 por eleitor.

Ainda conforme o presidente do TRE-SC, foi feita uma parceria com o Google e o Facebook (que engloba também o Whatsapp) em uma tentativa de controlar as fake news. Entre as medidas adotadas está a utilização de filtros “para minimizar os efeitos”, já que no ambiente digital é extremamente alto o fluxo de produção e compartilhamentos, o que dificulta a fiscalização e punições totalmente efetivas.

No site do TRE-SC estão disponibilizadas diversas informações aos eleitores, como denúncias envolvendo candidatos, situação de processos, perguntas frequentes e também material sobre as campanhas desenvolvidas pelo órgão como forma de conscientizar os eleitores. “A desinformação se combate com mais informação”, finalizou Roesler.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade