Publicidade
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Semáforos na ponte da Barra da Lagoa só funcionarão em caso de interrupção no trânsito

Encarregado da obra diz que objetivo é manter o tráfego fluindo o máximo de tempo possível

Andréa da Luz
Florianópolis
11/10/2018 às 22H40

Os dois semáforos instalados próximos às cabeceiras da nova ponte, na Barra da Lagoa, no Leste da Ilha, só entrarão em operação quando for necessário interditar o trânsito no local. Os equipamentos foram instalados mas, segundo moradores, queimaram no primeiro dia de testes. O encarregado da obra, Robson Martins, da empresa BTN, informou que houve um erro na instalação. Os semáforos passaram por manutenção nesta quinta-feira (11) e aguardam novamente a ligação elétrica que será feita pela Celesc.

Pedestre se arrisca entre os carros para atravessar em frente à ponte da Barra da Lagoa - Marco Santiago/ND
Pedestre se arrisca entre os carros para atravessar em frente à ponte da Barra da Lagoa - Marco Santiago/ND


O chefe de obras disse ainda que os equipamentos funcionarão de forma intermitente e só serão ativados para controlar o trânsito quando for necessário interromper de vez o fluxo de veículos. "Isso só deverá acontecer no caso de precisar trazer algum equipamento pesado ou quando estivermos na etapa de colocação das travessas que serão apoiadas sobre os blocos intermediários", disse Martins.

Por enquanto, as obras estão na fase de perfuração (de 27 metros) para colocação de estacas. São 16 estacas no total e até agora apenas duas foram instaladas. A estimativa do encarregado é que essa etapa termine até o final de outubro.

Feito isso, serão instalados os blocos intermediários que suportarão as travessas onde ficará assentada a segunda pista da ponte nova. Essas travessas são grandes e devem ultrapassar o pequeno espaço de meia-pista da ponte antiga, onde a equipe trabalha no momento.

Nessa fase, o tráfego será interrompido. "Vai chegar um momento que teremos de demolir o que sobrar da ponte antiga e aí não terá jeito. A obra vai demorar o dobro do tempo e terá o dobro de dificuldade que teríamos se a ponte fosse demolida desde o começo, mas em respeito às reclamações da comunidade estamos trabalhando de forma a permitir o fluxo de veículos o máximo de tempo possível sem interdições", explicou o encarregado.

A previsão para conclusão da obra da ponte sobre o canal da Barra da Lagoa, na SC-406, é em janeiro de 2019. Até lá, o trânsito deve continuar complicado e piorar um pouco mais durante a temporada de verão, quando normalmente já ocorrem congestionamentos.

Sinalização e segurança

Moradores reclamam da falta de sinalização e de segurança no trecho da obra, tanto para veículos quanto para pedestres. Para Elson Vieira,que reside próximo às pontes, deveria ser colocado um cordão de isolamento para os pedestres e melhorar a sinalização para os motoristas. Segundo ele, à noite a situação fica ainda pior porque a iluminação também é insuficiente no local. "Também seria bom ter uma placa indicando os custos da obra e quando vai terminar", finaliza.

Por meio de assessoria, o Deinfra (Departamento estadual de Infraestrutura) informou que a sinalização está prevista no projeto e que vai checar a necessidade de melhorar essa questão.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade