Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Segundo pesquisa, 18% dos turistas que visitaram as praias de SC em janeiro são argentinos

Levantamento da Fecomércio apontou também que apenas 12,2% dos entrevistados utilizou avião para chegar ao destino turístico

Redação ND
Florianópolis
15/02/2018 às 21H15

Para quem frequenta as praias catarinenses durante o verão não é surpresa o fato de que os turistas estrangeiros que mais visitaram o litoral do Estado no primeiro mês de 2018 tenham vindo da Argentina. O dado foi comprovado pelo extrato de uma pesquisa que vem sendo realizada pela Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) de Santa Catarina. O curioso é que a quantidade de argentinos que passou pela região em janeiro, 18,8%, foi quase sete vezes maior que a de uruguaios, que não passou de 2,8%. Ainda assim, 75,7% dos turistas que frequentaram as praias do litoral são brasileiros vindos de outras partes do país - a maioria do Rio Grande do Sul.

Segundo pesquisa, a maioria dos turistas que passou pelo litoral de SC em janeiro veio de outros estados do Brasil - Fecomércio SC/Divulgação/ND
Segundo pesquisa, a maioria dos turistas que passou pelo litoral de SC em janeiro veio de outros estados do Brasil - Fecomércio SC/Divulgação/ND


A Pesquisa Turismo de Verão no Litoral de Santa Catarina está em campo até o fim de fevereiro e busca levantar informações sobre o perfil do turista, a avaliação do destino e o impacto da temporada para os setores de comércio de bens, serviços e turismo. Na edição deste ano, as cidades investigadas são Balneário Camboriú, Bombinhas, Garopaba, Florianópolis, Imbituba, Laguna, Porto Belo e São Francisco do Sul.

Outro dado apontado pela pesquisa é que 74,7% dos turistas utilizaram veículo próprio para chegar ao destino turístico, enquanto apenas 12,2% vieram de avião. Já o ônibus regular serviu como alternativa para 9,7%.

O meio de transporte mais utilizado por turistas em Santa Catarina, no mês de janeiro, foi o veículo próprio - Fecomércio SC/Divulgação/ND
O meio de transporte mais utilizado por turistas em Santa Catarina, no mês de janeiro, foi o veículo próprio - Fecomércio SC/Divulgação/ND


A maior parte dos entrevistados pelo Núcleo de Pesquisas Fecomércio SC afirmou que, durante a passagem por Santa Catarina, optou por ficar em um imóvel alugado - 40,3% deles. A oportunidade de se hospedar em imóveis de parentes e amigos beneficiou 18,1% dos visitantes. Enquanto isso, a segunda opção mais procurada foi a estadia em hotéis e similares, que representam 31,3% do total. Apenas 8% dos turistas ficaram em imóveis próprios. Vale destacar os dados de Imbituba, onde a maior parte dos entrevistados - 70,6% - preferiu ficar em hotéis e similares.

Em Florianópolis, apenas 2,8% dos turistas ficaram em imóveis próprios - Fecomércio SC/Divulgação/ND
Em Florianópolis, apenas 2,8% dos turistas ficaram em imóveis próprios - Fecomércio SC/Divulgação/ND


O tempo médio de permanência dos visitantes nas cidades do Litoral de Santa Catarina foi de 13 dias. Enquanto na Capital o tempo médio foi de 11 dias, em Laguna o dado mais do que dobra: 23 dias. Segundo a pesquisa, os números reforçam aspectos de um turismo regional na cidade da heroína Anita Garibaldi, "com a maioria dos visitantes residentes no próprio estado e cerca de 1/3 das hospedagens em imóveis próprios". Já em Florianópolis prevalecem as características de turismo mais abrangente.

Laguna é a cidade analisada pela pesquisa que teve a maior média de tempo de permanência de turistas - Fecomércio SC/Divulgação/ND
Laguna é a cidade analisada pela pesquisa que teve a maior média de tempo de permanência de turistas - Fecomércio SC/Divulgação/ND



Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade