Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Estoque de geladeiras da segunda edição do programa Bônus Eficiente pode esgotar em abril

Pelo projeto da Celesc, clientes podem trocar eletrodomésticos antigos por novos com até 50% de desconto

Letícia Mathias
Florianópolis

Quem deseja trocar geladeiras e freezers antigos por novos e mais econômicos com descontos de até 50% em relação ao valor praticado pelo mercado pode participar do programa Bônus Eficiente 2, da Celesc. O eletrodoméstico precisa estar funcionando, ter mais de cinco anos de uso e não possuir o selo Procel de Economia de Energia. O contrato do programa vence em setembro deste ano. Mas se seguir a tendência de edição anterior, os produtos em estoque podem esgotar em abril.

Divulgação/Celesc
Programa busca reduzir consumo de energia com troca de refrigeradores por novos com selo Procel
 

Na primeira edição do projeto, vigente em 2011/2012, dos 30 mil aparelhos em estoque foram vendidos 29.117, que movimentou R$1,3 milhão em doações a instituições beneficentes. Na segunda edição, as vendas começaram em novembro de 2013 e já foram comercializados 12,6 mil eletrodomésticos, dos 40 mil estocados, e pretende movimentar até R$ 2 milhões. Entre os produtos mais vendidos estão refrigeradores frost-free (sem gelo) de 300 litros e de uma porta e refrigeradores acima de 550 litros. O objetivo da iniciativa é proporcionar e divulgar produtos eficientes e econômicos que demandem menos energia.

Segundo o coordenador do programa Mário Cesar Machado Junior, um produto com mais de cinco anos que não tem o selo Procel consome de 20 a 30% a mais que um eletrodoméstico reconhecido como eficiente. “Com os produtos Procel, a Celesc ganha pela eficiência energética e melhor distribuição de energia. Têm ganhos operacionais, evitam sobrecarga, conseguem postergar investimento e cumprem a determinação regulatória”, afirmou. A única rede credenciada no programa é as lojas Colombo.

 Terceira edição do programa está em risco

Além de trazer eficiência energética para a concessionária, os produtos com o selo Procel também representa redução na conta de energia do cliente. O programa Bônus Eficiente prevê o desconto baseado no consumo do eletrodoméstico novo. Os aparelhos que consumem mais energia elétrica receben um desconto menor (30%), os que consumem menos energia recebem desconto maior (até 50%).

O coordenador do Bônus Eficiente afirma que o projeto teve boa aceitação do público e para este ano alguns pontos foram melhorados, como as questões de logística. Foi montada uma estrutura e depósito exclusivo para o programa para atender a todos os clientes. Além disso, continua como trabalho de descarte ambientalmente correto. Uma empresa de São Paulo recicla o material, segundo Machado, 99% de um refrigerador é reciclável.

A continuidade do programa e uma possível terceira edição ainda é incerta. Machado explica que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) está alterando regras e não há definição das mudanças. Até agora, a concessionária de energia era quem elaborava os projetos. A partir de 2015, isso teria que ser feito pelos clientes, por isso a Celesc ainda estuda a viabilidade.

 Regras para participar do Bônus Eficiente 2

 - Ser cliente da Celesc, titular da unidade consumidora

 - Estar adimplente com a Celesc

 - Possuir eletrodoméstico com mais cinco anos de uso e que não possua o Selo Procel

 - Concordar em entregar eletrodoméstico usado para o descarte ambientalmente correto

- Concordar em fazer uma doação no valor de R$ 30 (caso o eletrodoméstico novo tiver valor inferior a R$ 1.000) ou R$ 50 (caso o eletrodoméstico novo possuir valor igual ou superior a R$ 1.000)

 - Entregar cinco lâmpadas incandescentes para receber cinco lâmpadas fluorescentes compactas ao custo de R$ 0,20 por lâmpada

O que é o selo Procel

O selo Procel foi instituído em 1993 e tem por objetivo orientar o consumidor no ato da compra, indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria, proporcionando, economia na conta de energia elétrica. Para ser contemplado com o Selo Procel, o produto deve ser submetido a ensaios específicos em laboratório indicado pelo Procel. O produto pode ser classificado de “A” a “G”, sendo mais ou menos eficiente em relação ao consumo de energia.

Mais informações: www.celesc.com.br/peecelesc

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade