Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

SC-401 registra o primeiro acidente com morte de 2017, em Florianópolis

Técnica de enfermagem Eli Schlosser, de 39 anos, perde o controle do veículo Celta e bate contra um poste recém colocado no quilômetro 16 da rodovia, quinta-feira (23), no sentido bairro-Centro

Michael Gonçalves
Florianópolis
23/03/2017 às 18H59

Os sonhos da técnica de enfermagem Eli Schlosser, 39 anos, foram interrompidos na manhã desta quinta-feira (23) no km 16 da SC-401, bairro Monte Verde, em Florianópolis. A moradora do bairro Sertão do Maruim, em São José, seguia no sentido bairro-Centro quando perdeu o controle do veículo Celta em uma curva e bateu contra um poste, recém colocado e que ainda não recebe a rede de energia elétrica. Segundo a PMRv (Polícia Militar Rodoviária), não chovia no momento do acidente, às 6h30, mas a pista estava molhada.

Carro foi levado para o pátio da Polícia Militar Rodoviária, na SC-401 - Daniel Queiroz/NDCarro foi levado para o pátio da Polícia Militar Rodoviária, na SC-401 - Daniel Queiroz/ND

Esta foi a primeira morte na SC-401 este ano. A rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina estava há 179 dias sem registrar acidentes com morte. O recorde é de 210 dias. No ano passado, seis pessoas perderam a vida sobre a rodovia, e cinco mortes foram registradas em 2015.

Eli deixou dois filhos e tinha oito irmãos. “Ela estava feliz porque conseguiu quitar o carro, que chamava de possante, há dois meses. Lembro dela na porta do banco com o carnê em mãos e sorrindo. Ela sempre foi uma mulher batalhadora, que conseguiu se formar em uma profissão e vivia para o trabalho e para os filhos”, contou a irmã Letícia Schlosser, 25.

A informação é de que a técnica de enfermagem se deslocava da casa de parentes para o serviço de cuidadora de idosos. De acordo com o comandante de viatura da PRMv, sargento Marcos Amorim, a motorista perdeu o controle do veículo, saiu da pista e colidiu lateralmente contra o poste.

Uma ambulância do Samu tentou prestar os primeiros socorros, mas os paramédicos constataram a morte da técnica de enfermagem. “A informação prestada é de que ela teve traumatismo craniano. A família está muito abalada”, disse Letícia. O Celta foi encaminhado ao pátio da PRMv na SC-401, em Ratones.

Eli tinha 39 anos e dois filhos - Divulgação/Facebook/ND
Eli tinha 39 anos e dois filhos - Divulgação/Facebook/ND



De 2015 a 2016, número de mortes cresceu 20%

A rodovia SC-401 deve passar por uma obra nos próximos meses. O Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) fez um projeto para a recuperação da drenagem e da camada asfáltica de parte dos 19 quilômetros da estrada que liga a avenida Beira-Mar Norte ao Norte da Ilha. No ano passado, a SC-401 registrou de janeiro a novembro 502 acidentes e seis mortes, crescimento de 14,09% e de 20%, respectivamente, em relação a 2015.

Para o sargento Marcos Amorim, o km 16 não registra um grande número de acidentes. “Não lembro de atender um acidente com morte naquele local. A região não registra muitas ocorrências de trânsito, porque não é um ponto de poças de água ou de outras imperfeições no pavimento. Infelizmente, não conseguiremos bater o recorde de 210 dias sem morte por causa desta fatalidade. É uma situação que foge ao nosso controle”, ressaltou.    

Mortes na SC-401*

2015: 5

2016: 6

2017: 1

* Mortes sobre a pista, estatística não leva em conta as pessoas que morreram em hospitais

Fonte: PMRv

Publicidade

4 Comentários

Publicidade
Publicidade