Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Saragaço fecha pesca da tainha em Bombinhas e região

Pescadores artesanais disputam competição entre ranchos de praia neste sábado e domingo

Everton Palaoro
Bombinhas
07/07/2018 às 11H43

O final de semana marca o encerramento oficial da pesca da tainha de Bombinhas e região. Embora a safra não tenha obtido grandes lances, os trabalhadores celebram a pesca com uma competição entre ranchos. O saragaço reúne pelo terceiro ano consecutivo pescadores de Bombinhas, Porto Belo e Balneário Camboriú. Ao todo, 12 ranchos disputam o título da temporada.

O Saragaço é um evento que reúne os ranchos de pesca em uma gincana na praia. Mais de 400 pescadores participam das disputas, além da comunidade. Serão aproximadamente 40 provas. Além da gincana e das atrações musicais a gastronomia típica molda o evento que aguarda a presença e o envolvimento de grande parte da comunidade local, das cidades vizinhas e dos turistas. A organização aguarda aproximadamente duas mil pessoas por dia.

Uma das organizadoras, Isabela Camile, conta que o projeto surgiu de três pessoas. “ Na época, tinham derrubado dois ranchos. Com a especulaçaõ imobiliária eles começaram a perder espaço. Não havia política pública. A ideia inicial era um evento gastronomico, com gincana”, lembra.
Segundo Camille, na época, todos donos de rancho compraram a ideia. A partir daí começou o resgate da memória, herança e tradição. Entre as brincadieras estão balaio e a samburá. Os mais velhos começaram a ensinar as crianças a confeccionarem tarrafas e peão, por exemplo.

A inspiração para criar o Saragaço veio do Nordeste brasileiro. “Havia uma vila de pescadores onde construíram um grande resort. Os pescadores começaram esse resgate e com sucesso conseguiram grandes patrocinadores até comprar o terreno e reconstruir os ranchos”, conta.
O evento ajuda Bombinhas a retomar as caracteristicas de vila de pescadores. Na cidade, empresários do turismo passaram a apoiar o evento, justamente para não perder visitantes. O Saragaço é o nome dado a movimentação dos pescadores na hora de tirar o pescado do mar, aquela gritaria e corre-corre. Maré Mansa e Praia dos Ingleses venceram os primeiros campeonatos.

Evento resgata tradição e envolve famílias de pescadores

Rosenildo de Melo, o Kenko, disputa o Saragaço pelo terceiro ano. Segundo ele, a competição ajuda a preservar a história. “O Saragaço para nós da pesca artesanal de canoa a remo é um grande reforço. Veio para impulsionar a pesca da tainha, resgatar e movimentar os ranchos de Bombinhas e região. Essa competição auxilia bastante a nossa atividade. Hoje, muitas pessoas que desconheciam, conhecem a pesca da tainha. Sempre que tiver Saragaço, eu vou participar”, projeta.

Com provas individuais e em grupo, o Saragaço une os trabalhadores artesanais. A competição começou pequena e hoje envolve uma equipe de 15 pessoas. Os preparativos começaram em dezembro do ano passado. Outras 20, atuam como voluntárias nas provas. As atividades que definem o campeão ocorrem no final de semana, contudo várias etapas do processo já foram disputadas, inclusive com disputas em Balenário Camboriú.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade