Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Santuário Santa Paulina teve tapete solidário em Nova Trento

Peregrinos trouxeram peças de agasalhos e cobertores para serem doados após a procissão

Everton Palaoro
Nova Trento
01/06/2018 às 10H44

O Santuário Santa Paulina, no bairro de Vígolo, em Nova Trento, teve uma celebração especial na manhã de quinta-feira, 31. O tradicional tapete de Corpus Christi não foi confeccionado com serragem e pó de tinta como ocorre anualmente. Este ano, a direção programou o Tapete Solidário. A produção foi realizada com roupas e agasalhados. Todas as peças foram arrecadadas com moradores da cidade e frequentadores. Agora, essas roupas serão doadas para aquecer as pessoas necessitadas durante o inverno.


Após a celebração da missa das 10h, os fiés participaram da procissão no pátio do santuário. O trajeto foi reduzido em função da expectativa de público reduzido. O trajeto ficou restrito ao entorno do santuário.
O reitor do local, padre José Napoleão, explicou que a arrecadação dos agasalhos teve como objetivo expressar a atitude de respeito e solidariede ao próximo e o sentimento de partilha.“Para quem irá receber as doações ‘o pouco’ que foi doado, daqueles que tem agasalhos em excesso, tem grande valia além de colocar em prática o ato da solidariedade e partilha” afirmou o reitor.


Tradicionalmente, o feriado de Corpus Christi é bastante movimentado. A atendente Paula Scalvin, que trabalha em uma loja do complexo, explica que em função da greve, a expectativa de público foi baixa. “Até que nos surpreendemos positivamente. Semana passada, foi complicado. Por ser um feriado religioso, a gente sempre recebe a visita de muita gente”, lembrou.
Durante todo o mês, o santuário recebeu inúmeras peças para a confecção do tapete solidário. Quem não conseguiu fazer a entrega antecipada, foi convidado a levar na hora da procissão. Todas as roupas recebidas e utilizadas no tapete simbólico, serão doadas.

Greve dos caminhoneiros diminuiu expectativa de público

Os reflexos da greve dos caminhoneiros obrigaram a direção do Santuário a reduzir a trajeto da procissão e também a quantidade de procissões. Durante todo o dia de ontem, as ruas do local estavam praticamente vazias. Muitos restaurantes e lojas nem abriram.
No final de semana passado, em meio a greve, aproximadamente 170 excurções cancelaram a vinda a Nova Trento. Por esse motivo, a expectativa de público foi reduzida drasticamente.
Nova Trento recebe em média 80 mil turistas por mês, sendo que a maioria segue para Santuário de Santa Paulina. O feriado de Corpus Christi normalmente receberia milhares de peregrinos.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade