Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Santa Catarina tem terceiro maior índice de estupros do país

Incidência do crime cresceu no Estado

Fábio Bispo
Florianópolis

No último 1º de novembro, depois de dois dias de campana, os policiais da Delegacia de Mulher de São José detiveram Flávio Cardoso Pereira, de 50 anos, no bairro Forquilhinhas. A prisão do homem que teria abusado sexualmente de uma menina de 11 anos revela a escalada dos crimes sexuais em Santa Catarina. O Estado figura os três com maiores índices de estupro do país, com uma taxa de 45,8 casos para cada 100 mil habitantes. Em todo o Brasil, em 2012, o número de estupros cresceu 18,17%, superando, pela primeira vez, o crescimento de homicídios dolosos, que teve um aumento de 7,9% em relação ao ano anterior. Roraima (52,2) e Rondônia (49,0) lideram a lista dos crimes sexuais. Durante todo o ano passado, foram registrados 50,6 mil casos de estupros, que correspondem a 26,1 crimes por grupo de 100 mil habitantes.

Divulgação/Oeste Mais
Divulgação/ND
Na lista de homicídios, Santa Catarina figura ao lado dos estados com as menores taxas

As informações são do Sétimo Anuário de Segurança Pública, que será divulgado hoje, em São Paulo, e analisa dados do Ministério da Justiça do ano de 2012. O anuário mostra que apesar do crescimento dos gastos com Segurança Pública, que foi de 15,83% em todo o país, o número de homicídios também teve incremento, principalmente nos Estados do Nordeste, onde Alagoas segue liderando a lista com uma taxa de 58,2 mortes por grupo de 100 mil habitantes.

Na lista de homicídios, Santa Catarina figura ao lado dos estados com as menores taxas, com 11,3 homicídios por 100 mil habitantes. Em Amapá, os homicídios dolosos (com intenção de matar) os homicídios aumentaram de 3,4, em 2011, para 9,9 em 2012, que representa um avanço de 139,9%, mesmo assim o Estado apresenta a menor taxa. São Paulo (11,5), Roraima (13,2), Mato Grosso do Sul (14,9), Piauí (15,2) e Rio Grande do Sul (18,4), completam a lista dos estados onde menos se mata.

O anuário ainda separa as informações dos Estados por grupos. Santa Catarina, Roraima e Piauí estão no grupo dois de qualidade da informação, que reúne os estados que preencheram adequadamente o Sinesp (Sistema Nacional de Estatísticas em Segurança Pública), mas que não têm informações confiáveis. Em todo o país, a taxa de homicídios subiu de 22,5 mortes por grupo de 100 mil habitantes para 24,3, registrando um aumento de 7,8%. No total, foram 47.136 mortes por homicídio doloso em todo o país.

SC é o único que apresenta crescimento entre os piores

O delegado Fabiano Rocha, da Delegacia da Mulher de São José, que nos últimos 14 meses prendeu 37 pessoas acusadas de cometer abusos sexuais, fala que diferente dos demais perfis de criminosos, o estuprador muitas vezes é “alguém casado, conhecido da família da vítima, tem residência fixa e normalmente faz ameaças para esconder o crime”, como disse.

Em Santa Catarina, segundo o relatório, em 2012 foram cometidos 2.925 estupros só em 2012. As maiores ocorrências estão concentradas na Grande Florianópolis, aonde foram 118 casos, a maioria deles, 94 casos, foram cometidos contra crianças ou adolescentes. Diferente de Roraima e Rondônia, que lideram a lista de estupros por 100 mil habitantes, em Santa Catarina o número de casos aumentou.

Apesar de não estarem nos estudos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que apresentou dados até 2012, os números deste ano já mostram novo aumento nos casos de estupros. A maioria dos casos está na Grande Florianópolis, onde até setembro deste ano, segundo dados da SSP (Secretaria de Segurança Pública), foram pelo menos 140 casos, 66 contra crianças e 51 contra adolescentes. “Mesmo com uma equipe pequena estamos trabalhando intensamente para conseguir prisões. Tenho representado pela preventiva de muitos acusados e a Justiça tem colaborado”, conta o delegado Fabiano Rocha, que tem 16 mandados em abertos para cumprir só em São José. “Enquanto isso, quase toda a semana aparecem novos casos”, lembra.

No Estado, as regiões de Itajaí e Joinville estão entre as localidades que mais têm registros de estupros. Na Delegacia Regional de Itajaí foram 76 casos no ano passado, enquanto Joinville contabilizou 102 estupros. Neste ano, na região de Joinville, os registros já mostram 148 casos de estupros na maior cidade do Estado, com 46 casos a mais que o ano passado.

Santa Catarina gastou menos em segurança

De modo geral, o Sétimo Anuário de Segurança Pública mostra que o gasto governamental aumentou. Em todo o país, foram gastos R$ 61,1 bilhões em 2012, um aumento de 15,83% na comparação com 2011. No entanto, em Santa Catarina os investimentos foram menores em 2012 que no ano anterior. No Estado, os gastos com policiamento apresentaram queda de 36%, investindo R$ 1.390,8 milhões contra R$ 1.483,7 de 2011, perdendo apenas para o Distrito Federal, onde os gastos com policiamento tiveram queda de 23,9%. 

No geral, que engloba dados de policiamento, Defesa Civil, Inteligência e outras funções, Santa Catarina gastou 6,26% a menos que o ano anterior. Entre os Estados que mais investem, está o Estado de São Paulo, que em 2012 gastou R$ 14,37 bilhões, quase o dobro dos investimentos da União, que investiu R$ 7,88 bilhões.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade