Publicidade
Domingo, 21 de Outubro de 2018
Descrição do tempo
  • 21º C
  • 16º C

Fim de semana é de força-tarefa para recolher entulhos e de limpeza em Florianópolis

Defesa Civil orienta que quem precise descartar móveis e eletrodomésticos deve deixá-los em frente às suas casas e ligar para o telefone 199

Felipe Alves
Florianópolis
13/01/2018 às 15H53

Os trabalhos de reconstrução e limpeza continuam neste sábado (13) em várias regiões de Florianópolis. Com o solo encharcado, a maior preocupação para este fim de semana são os possíveis deslizamentos. Com o retorno das pessoas para casa e os trabalhos de recuperação, a Defesa Civil municipal orienta que quem precise descartar móveis e eletrodomésticos deve deixá-los em frente às suas casas e ligar para o telefone 199. Uma força-tarefa da Comcap (Autarquia de Melhoramentos da Capital) está atuando neste sábado para recolher o lixo pesado na cidade. Com previsão de altas temperaturas, mas também pancadas de chuva para todo o Estado, a orientação é para que os banhistas evitem o contato com o mar por até 48h. 

Na tarde de sábado, a prefeitura liberou o Morro da Barra da Lagoa para o trânsito do transporte público na SC-406. A vistoria para a liberação foi feita pelo Diretor da Defesa Civil da Capital, Luis Eduardo Machado, e o geólogo Rodrigo Sato. Com isso, a linha de ônibus entre a Lagoa da Conceição e a Barra da Lagoa está liberada. 

Entulhos estão sendo retirados pela Comcap na cidade - Prefeitura de Florianópolis/Divulgação/ND
Entulhos estão sendo retirados pela Comcap na cidade - Prefeitura de Florianópolis/Divulgação/ND

Ainda que a chuva tenha dado uma trégua, há alguns pontos com alagamento na cidade e o risco de deslizamento é a principal preocupação durante este fim de semana. De acordo com Luiz Eduardo Machado, coordenador da Defesa Civil municipal, não há nenhuma via obstruída na cidade, mas há alguns pontos de alagamento, principalmente em ruas não pavimentadas.

Segundo Machado, seis pontes foram destruídas com as chuvas dos últimos dias. Quatro são em Ratones, uma no Monte Verde e uma na Vargem Grande. Na manhã deste sábado, equipes da Defesa Civil faziam a retirada de uma das pontes de Ratones. Na Vargem Grande, a água ainda não desceu o suficiente para que as equipes possam realizar o trabalho. Em Ratones, uma nova ponte deve ser colocada no local nos próximos dias. As equipes de engenharia da prefeitura ainda avaliam qual é soluçãos mais rápida e eficiente. O prefeito Gean Loureiro está tentando pontes móveis metálicas em Curitiba e Lages.

No Morro do Quilombo, Itacorubi, as equipes trabalham na limpeza completa do local, fazendo a retirada de entulhos e e sujeira das ruas. Na segunda-feira, a prefeitura terá mais maquinário à disposição para concluir os trabalhos.

No Campeche, especificamente no Jardim dos Eucaliptos, ainda há pontos com bastante água da chuva. A prefeitura realiza no local um trabalho de hidrojateamento para retirar a sujeira do local.

Segundo Machado, qualquer área com inclinação superior a 45º na cidade está suscetível a deslizamentos, especialmente encostas e locais como o Maciço do Morro da Cruz. Na sexta-feira, uma vistoria apontou risco de deslizamento na SC-406, entre a praia Mole e a Barra da Lagoa.

Por conta dos altos volumes de chuva que caíram entre terça e quinta-feira, superando os 400m em Florianópolis, a Defesa Civil Estadual contabilizou 23 cidades de Santa Catarina afetadas pelas chuvas. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade