Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Rio Tijucas provoca alagamentos e preocupa quatro cidades da Grande Florianópolis

Em Canelinha cinco bairros estão em alerta e famílias foram alertadas para acompanharem o nível do rio. Em São João Batista, ruas já estão alagadas no bairro Tajuba 1

Redação ND
Tijucas
05/06/2017 às 11H02
Água já invadiu as ruas no bairro Tajuba 1, em São João Batista - Divulgação/ND
Água já invadiu as ruas no bairro Tajuba 1, em São João Batista - Divulgação/ND


A defesas civis dos municípios de São João Batista, Nova Trento, Canelinha e Tijucas, na Grande Florianópolis, estão em alerta máximo em função do rápido aumento do nível do rio Tijucas. Em Canelinha, famílias já estão sendo avisadas sobre a possibilidade de enchente no bairro da Índia, que fica às margens do rio. Em São João Batista, o rio já ultrapassou 6,07 metros acima do nível normal e ruas já estão alagadas no bairro Tajuba 1.

A perspectiva de mais chuvas nas próximas horas e nos próximos dias fez as prefeituras suspenderem as aulas preventivamente em Nova Trento e São João Batista. As equipes de Defesa Civil monitoram constantemente o nível do rio com o objetivo de alertar com antecedência a população.

“Nós estamos acompanhando a situação já que a previsão no Estado todo é de cerca de 150 milímetros, nós ainda temos muita chuva para ocorrer e precisamos nos manter mobilizados para atendermos a comunidade”, disse o prefeito de Nova Trento, Gean Voltolini (PP). Na cidade quando o rio passa de 7 metros acima do jornal, a situação passa de alerta para emergência.

Em Canelinha, a última medição do rio na ponte do centro que liga ao bairro Galera, alcançou 6,00 metros. O bairro Rio da Dona encontra-se alagado e em algumas residências, os moradores já estão com dificuldades de acesso.  Com essa medida, estão em estado de alerta os bairros Papagaios, Galera, Porto da Galera, e Fazenda Vitória. 

Famílias já estão sendo retiradas de casa em Canelinha - Divulgação/ND
Famílias Estão sendo alertadas sobre a possibilidade de terem que deixar a região no bairro da India em Canelinha- Divulgação/ND

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade