Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Revista americana elege Guga como o 21º maior tenista masculino da era aberta do tênis

Lista será composta pelos 50 maiores tenistas de cada sexo e faz parte das comemorações pelos 50 anos do início da era aberta da modalidade

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
05/02/2018 às 22H00

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A revista americana “Tennis”, uma das mais prestigiosas publicações do tênis mundial, elegeu o brasileiro Gustavo Kuerten, o Guga, como o 21º maior tenista masculino da era aberta da modalidade — a partir de 1968, quando os torneios de Grand Slam passaram a permitir que profissionais disputassem seus títulos.

Gustavo Kuerten e outros 49 atletas do tênis mundial fazem parte da lista que será divulgada na edição de março/abril da publicação - Fotos Públicas/Fotojump/Rio Open/Divulgação/ND
Gustavo Kuerten foi tricampeão do Grand Slam de Roland Garros - Fotos Públicas/Fotojump/Rio Open/Divulgação/ND


A lista, que será composta pelos 50 maiores tenistas de cada sexo, está sendo revelada aos poucos pela publicação e faz parte das comemorações pelos 50 anos do início da era aberta do tênis mundial.

Segundo o ranking da revista, o catarinense, tricampeão do Grand Slam de Roland Garros (1997, 2000 e 2001), ficou à frente do australiano Lleyton Hewitt — campeão de Wimbledon em 2002 e do Aberto dos EUA em 2001 e logo atrás de Arthur Ash — campeão de Wimbledon em 1975, do Aberto da Austrália em 1970 e do Aberto dos EUA em 1968, e que hoje é homenageado com o nome da quadra principal do complexo que recebe o Grand Slam americano, em Nova York.

No texto sobre brasileiro, a publicação destaca a campanha de Guga até conquistar o seu primeiro Grand Slam, em 1997, quando ocupava apenas a 66ª posição do ranking da ATP (Associação de Tenistas Profissionais). Ela também lembra que o tenista se tornou no ano 2000 o primeiro sul-americano a fechar a temporada como número 1 do mundo.

A lista completa dos 50 maiores tenistas da era aberta será publicada na edição de março/abril da revista americana.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade