Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Reunião de conciliação entre Paulotur e sindicato pode definir o fim da greve dos trabalhadores

Encontro será na tarde desta terça-feira no Tribunal Regional do Trabalho

Letícia Mathias
Florianópolis

Uma reunião de conciliação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) na tarde desta terça-feira (28) pode definir a situação dos trabalhadores da Paulotur e o serviço do transporte intermunicipal na região de Palhoça e Garopaba. Empresa e sindicato se reúnem para tentativa de acordo mediada pelo juiz Amarildo Carlos de Lima, que assinou a liminar na semana passada ordenando que o trabalho fosse retomado com a frota mínima. Se a situação não for resolvida, o caso será decidido posteriormente pelo juiz que acompanha o caso.

Eduardo Valente/Arquivo/ND
Há uma semana, horários de ônibus estão reduzidos por causa da greve


A audiência tratará do dissídio coletivo. Ao todo, de acordo com o TRT, há quatro ações movidas contra a Paulotur entre ações do Ministério Público do Trabalho e do Sintraturb (Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis) por descumprimento de clausulas de trabalho acertadas em ações coletivas anteriores. A proposta é definir as questões de trabalho dos funcionários.

A situação do transporte na região Sul de Palhoça, que faz apenas o trajeto interno no município  está pendente. A prefeitura ainda não publicou o documento para escolher a empresa que possivelmente substituirá a Paulotur. A greve completa 15 dias nesta terça-feira e, há uma semana, o serviço está de ônibus entre Garopaba e Sul de Palhoça com direção à Capital funciona com frota mínima.

O diretor da empresa Juarez Nienkotter disse que a empresa ainda não foi notificada da decisão do prefeito e que o serviço continua normalmente também no transporte municipal, de acordo com a determinação que obrigou o funcionamento de pelo menos 70% das linhas nos horários de pico. “A linha maior da empresa liga Palhoça a Florianópolis. Mesmo que cancelem nossa concessão no município, vamos entrar com medidas judiciais, isso não tem afetado a operação da empresa”.  Sobre a questão pendente com os funcionários e sindicatos, ele disse que espera a reunião que acontecerá na tarde desta terça. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade