Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Resolução gera polêmica após mais de R$ 3 milhões gastos por deputado de SC em tratamento

Atual presidente da Assembleia, deputado estadual Aldo Schneider (MDB) trata tumor na coluna com recursos da Casa

Redação ND, com informações da RICTV Record
Florianópolis
19/07/2018 às 15H35

A resolução 090 de 1992 da Alesc (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina), que permite o pagamento de despesas de saúde de deputados estaduais com recursos da Casa, está gerando grande polêmica no Estado. 
A autorização é para pagamento de serviços médicos e hospitalares, exames complementares e transporte, realizados pelo parlamentar tanto no Brasil quanto no exterior. Um exemplo dessa situação é o caso do atual presidente da Assembleia, Aldo Schneider (MDB).

O parlamentar teve um tumor na coluna cervical diagnosticado em 2016 e foi operado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, em 2017. As despesas com o tratamento até hoje somam R$ 3.300.000 e foram todas reembolsadas pela Alesc, com dinheiro público. Além das despesas com o paciente, o artigo segundo da resolução diz que, se for necessária a presença de um acompanhante, atestada pelos médicos, os gastos essenciais também poderão ser cobertos da mesma forma.

Proposta ingressou na Alesc em regime de urgência, com 45 dias para ser discutida. Parada desde 2015, será votada mesmo sem ter passado por comissões - Miriam Zomer/Agência AL/ND
Resolução 090 de 1992 da Alesc permite o pagamento de despesas de saúde de deputados estaduais com recursos da Casa - Miriam Zomer/Agência AL/ND


Em nota, a Alesc limitou-se a dizer que não há ilegalidade nem irregularidade na concessão do benefício, e que o deputado Aldo Schneider tem direito a receber os valores referentes ao tratamento. O caso do presidente da Alesc está sendo apurado pelo Notícias do Dia e, nesta sexta-feira (20), a edição trará uma reportagem completa sobre o assunto.

Publicidade

13 Comentários

Publicidade
Publicidade